Notícias

Mulher morre após ser picada por abelhas em ilha do rio Tibagi, em Londrina

 O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Mulher morre após ser picada por abelhas em ilha do rio Tibagi, em Londrina

8 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:46

Na manhã deste sábado (8), uma mulher de 55 anos morreu logo depois de ser picada por abelhas em uma ilha no rio Tibagi, na região de Londrina, no norte do Paraná.

Mulher morre após picadas de abelhas, em Londrina: vítima estava acompanhada do marido em local de difícil acesso

A vítima, que trabalhava como enfermeira, estava acompanhada do marido, um bombeiro aposentado da reserva, quando o incidente aconteceu.

No local, o Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA) chegou a ser acionado, mas infelizmente não conseguiu chegar a tempo de evitar o pior.

De acordo com Marcos Laurentino, do BPMOA, o local onde estavam era uma área de difícil acesso, o que tornou conturbada a chegada da aeronave.

Na ilha, o helicóptero pousou após aproximadamente 40 minutos, e ao descer na área o médico constatou o óbito da vítima em decorrência de uma parada cardiorrespiratória após o ataque das abelhas.

Ainda conforme Laurentino, em ocorrências onde o paciente demonstra algum tipo de alergia o socorro precisa ser extremamente rápido e em poucos minutos.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina.