Notícias

Mulher mata companheiro com facada e grita: “Socorro. Meu namorado está morrendo!”

A jovem de 22 anos foi presa em flagrante e alegou legítima defesa

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do Metrópoles
Mulher mata companheiro com facada e grita: “Socorro. Meu namorado está morrendo!”
(Foto: Reprodução)

6 de agosto de 2021 - 10:29 - Atualizado em 6 de agosto de 2021 - 10:30

Uma mulher de 22 anos golpeou o namorado com uma facada no peito, na noite desta quinta-feira (5), no Guará, Distrito Federal. Maurício Moreira da Silva, de 26 anos, não resistiu e morreu.

Segundo um morador do prédio onde aconteceu o crime, a autora pediu ajuda e gritou:

“Socorro, socorro. Alguém ajude meu namorado, que ele está morrendo”.

O morador também contou ao Metrópoles que duas jovens moravam no apartamento onde ocorreu o crime, e que a vítima era namorado de uma delas e começou a frequentar o apartamento há cerca de um mês. Além disso, a testemunha afirmou ter ouvido bastante barulho vindo do apartamento das mulheres e chegou a reclamar com o síndico.

A mesma testemunha afirmou que, por volta das 21h, ouviu outro som forte vindo do teto, como se algo pesado tivesse caído no chão do apartamento da jovem e, após 15 minutos, ouviu os gritos de socorro. Quando foi até o local e pediu que a mulher abrisse a porta, ela teria gritado e afirmado que não estava com a chave e que ele poderia arrombar a porta. Ao finalmente conseguir entrar no apartamento, o vizinho viu uma pessoa deitada sobre uma poça de sangue ao lado de uma faca com o cabo quebrado. O síndico chegou ao local e acionou as equipes de resgate, enquanto o vizinho ligava para a Polícia Militar.

A jovem deu duas versões aos PMs. Primeiramente, ela informou que morava com o namorado no apartamento e que a facada havia sido um acidente após uma discussão, quando ela se trancou no quarto e o homem caiu sobre a faca. Posteriormente, ela desmentiu a versão e informou que ela seria a responsável pela facada, que teria acontecido quando o namorado foi pra cima dela em uma discussão, mas que ela conseguiu se defender, desarmou e esfaqueou o companheiro.

A mulher foi detida em flagrante e encaminhada à delegacia. Interrogada, ela preferiu ficar em silêncio e informou que se manifestará apenas em juízo.