Notícias

Mulher esfaqueada e degolada pode ter sido vítima de crime passional

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

13 de fevereiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 13 de fevereiro de 2017 - 00:00

Foto: Ilustrativa

Luana Medeiros foi esfaqueada com sete golpes e teve o pescoço cortado; seu corpo foi encontrado na Vila Guaíra, na sexta-feira (10)

*Com informações do repórter Lúcio André, do Cidade Alerta Paraná.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, suspeita de crime passional no caso da morte de Luana Cristina Medeiros, de 30 anos. Na sexta-feira (10) ela foi encontrada degolada e com sete perfurações feitas com faca pelo corpo. O cadáver estava em um matagal na Vila Guaíra, em Curitiba.

Também na semana passada, um jovem foi degolado na Região Metropolitana de Curitiba. Ele teve a cabeça enterrada e o corpo jogado em um rio.

De acordo com o delegado Cássio Conceição, responsável pelas investigações, a vítima foi até o local do crime sozinha e por vontade própria. “Não tinha sinais de arrasto no mato sem marcas de sangue no caminho até lá. Isso reforça a ideia de que ela conhecia o autor das facadas”, disse ele.

Segundo Conceição, a vítima também não apresentava sinais de violência sexual, mas foram solicitados exames relacionados para saber se ela teve algum encontro íntimo nos dias que antecederam ao crime.

Ainda segundo as investigaçõs, no terreno onde a mulher foi encontrada há um barraco onde morava um catador de lixo. SEste homem não foi mais visto depois do crime, mas a polícia considera cedo para dizer se ele tem alguma ligação com o assassinato. Estamos em diligências, mas a princípio ele não tem relação com a morte”, disse o delegado.

Luana trabalhava em uma ONG que cuida de mulheres em situação de vulnerabilidade. O delegado afirmou que o crime também não tem nenhuma ligação com o trabalho da vítima.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.