Notícias

Mulher embriagada é socorrida com crânio humano dentro da bolsa

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

30 de maio de 2017 - 00:00 - Atualizado em 30 de maio de 2017 - 00:00

Crânio foi roubado de cemitério durante exumação (Foto: RICTV Curitiba)

Mulher admitiu que bebeu demais, toma remédios controlado e que pegou o crânio no cemitério da cidade

*Com informações da repórter Tais Santana, da RICTV Curitiba

A equipe médica de uma Unidade de Pronto Atendimento de Castro, na região dos Campos Gerais do Paraná, encontrou um crânio humano dentro da bolsa de uma paciente. O caso inusitado aconteceu no último domingo (28).

A mulher, de 34 anos, foi socorrida pelo Samu em uma rua da cidade. De acordo com a Polícia, ela estava embriagada e desacordada. Ao chegarem com a paciente na unidade de saúde, os enfermeiros procuravam a identificação da mulher e encontraram o crânio entre seus pertences.

“Todo mundo ficou assustado. Ninguém esperava encontrar aquilo dentro de uma bolsa, né? Eu tinha já tinha visto , claro, mas só na faculdade”, disse a enfermeira Margarete Oliveira.

Depois de receber atendimento médico e de melhorar da bebedeira, a mulher foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia da Polícia Civil.

Na primeira versão dada aos policiais, ela contou que entrou no Cemitério Municipal e ficou observando os coveiros enquanto eles exumavam um corpo. Um dos coveiros, então, teria dado o crânio a ela.

Depois ela mudou o depoimento e assumiu que pegou o crânio num momento de distração do trabalhador. Ela pediu para não ser identificada. “Eu estava alcoolizada. Tinha tomado remédio junto. Estava muito ruim. Não sei porque fiz isso”, admitiu.

De acordo com o delegado Victor Loureiro, o caso pode ser classificado como crime de “vilipêndio de cadáver”, com pena de um a três anos de detenção, além de multa. Como a mulher não tem antecedentes criminais, ele estipulou uma fiança e ela aguarda à disposição da Justiça.

O crânio foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para perícia. Já o coveiro, Pablo Richeli, disse que vai prestar mais atenção quando estiver manuseando ossos no trabalho. “Tem que ficar de olho, né? Vou ficar mais atento, principalmente se ela estiver por perto”.

Assista a reportagem de Taís Santana para o Balanço Geral Curitiba:

Leia também:

Jovem desenterra irmão e carrega o caixão em bicicleta; assista

Mulher desmaia em cemitério e acorda meia-noite com os portões trancados

Ossada humana é encontrada em casa de idosa acumuladora no Paraná

Corpo é sequestrado de dentro do caixão na hora do enterro; veja o vídeo

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.