Notícias

Motorista embriagado causa acidente e mata homem e criança em Paranaguá

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de fevereiro de 2019 - 00:00

Edivan José de Lima e a enteada morreram no acidente (Foto: reprodução das redes sociais)

O acidente matou Edivan José de Lima, de 49 anos, e a sua enteada, Lavinia Mayara Espinosa Balduino, de quatro anos; o motorista do veículo segue preso na Delegacia de Paranaguá

Neste domingo (24), um motorista embriagado que dirigia um Fiat Punto atingiu uma moto Honda CG 150 onde estava um casal e uma criança de quatro anos na rua Manoel Correa, no bairro Palmital, em Paranaguá, no litoral do Paraná. Com o impacto da batida, a criança morreu na hora. 

Motorista tentou fugir

O motorista do veículo foi identificado como Renan Putrique Sales Domingos, de 24 anos. Segundo testemunhas, ele conduzia o veículo na contramão. Após bater contra a moto, o jovem tentou abandonar o carro e fugir, mas foi contido por populares. 

A Polícia Militar (PM) foi acionada, e o homem foi preso em flagrante e encaminhado à 1ª Subdivisão Policial, onde foi autuado por praticar homicídio culposo, quando não há intenção de matar, na direção de veículo automotor, além de dirigir sob influência de álcool.

Na moto estavam Edivan José de Lima, de 49 anos, Evellyn Espinosa Novais Quinsiana, de 34, e Lavinia Mayara Espinosa Balduino, de quatro anos. Com o impacto do acidente, a criança morreu na hora, e Edivan e Evellyn foram encaminhados ao Hospital Regional do Litoral em estado grave. 

Na manhã desta segunda-feira (25), Edivan não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.  

Populares agrediram motorista

A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar por volta das 19h40. Ao chegarem no local, os policiais encontraram diversos indivíduos agrediram e imobilizando o motorista do veículo embriagado.  

Diante da situação, a equipe retirou o motorista e a sua namorada do local, enquanto outra viatura sinalizava a via e prestava auxilio no atendimento das vítimas. Renan foi levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para receber atendimento, já que apresentava escoriações em seu rosto. Na sequência, o jovem foi encaminhado a delegacia.

Na delegacia, Renan se recusou a fazer o bafômetro, mas foi autuado por embriaguez ao volante já que apresentava claros sinais de embriaguez. Além disso, foi constatado que o jovem estava com a habilitação irregular.  

Droga também foi apreendida

No veículo de Renan, policiais militares ainda encontraram 3,4 gramas de maconha, que também foi entregue na delegacia. 

Além de responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e dirigir sob influência de álcool, Renan ainda deve responder por porte de drogas.

Veja vídeo! 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.