Notícias

Motoqueiro assedia mulheres no Xaxim, em Curitiba; veja o vídeo

O homem costuma agir em locais sem movimento ou monitoramento eletrônico e aborda a vítima quando está sozinha e de costas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Nader Khalil, da RIC Record TV de Curitiba
Motoqueiro assedia mulheres no Xaxim, em Curitiba; veja o vídeo
(Foto: Câmeras de segurança)

26 de maio de 2021 - 14:40 - Atualizado em 26 de maio de 2021 - 14:41

Na última segunda-feira (24), um motqueiro foi flagrado por câmeras de segurança assediando uma jovem pedestre, no bairro Xaxim, em Curitiba. O caso aconteceu na R. Professor Lauro Zak, quando a mulher caminhava até sua casa durante o horário do almoço.

“Eu percebi que um moço passou por mim umas três vezes e achei estranho, mas continuei indo em direção à minha casa. Quando ele passou mais uma vez, eu pensei que tinha alguma coisa de errado”

relatou a vítima, ao Balanço Geral Curitiba.

Outros casos muito semelhantes já ocorreram no bairro, porém o criminoso nunca havia sido flagrado. O homem costuma agir em locais sem movimento ou monitoramento eletrônico, e aborda a vítima quando está sozinha e de costas para o sentido em que o motoqueiro trafega. Porém, no último ataque, realizado no início desta semana, duas câmeras residenciais filmaram o momento exato do crime.

A jovem assediada contratou um advogado para realizar a denúncia. O caso foi registrado na 8ª Delegacia de Polícia. A suspeita é de que todos os crimes ocorridos tenham sido praticados pelo mesmo indivíduo: um cara alto (entre 1,75m e 1,80m), de meia idade, com peso aproximado de 75kg e que trabalha próximo ao bairro Xaxim

“Eu ainda estou em choque, na verdade. É inacreditável que isso tenha acontecido. ‘Tá’ todo mundo mal psicologicamente. Infelizmente ainda existem pessoas fazendo esse tipo de maldade por aí.”

lamenta a vítima, que não quis se identificar.

Quando identificado, o sujeito deve responder por crime de importunação sexual, ou seja, prática de ato libidinoso na presença de alguém sem que a pessoa dê o consentimento. De acordo com o Código Penal Brasileiro, a punição para este delito é de um a cinco anos de prisão.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.