Notícias

Moscou diz que mais 27 diplomatas russos deixarão EUA em janeiro

Reuters
Reuters

28 de novembro de 2021 - 13:55 - Atualizado em 28 de novembro de 2021 - 13:55

MOSCOU (Reuters) – O embaixador da Rússia nos Estados Unidos disse que mais 27 diplomatas russos e suas famílias foram expulsos dos Estados Unidos e partirão do país em 30 de janeiro.

“Nossos diplomatas estão sendo expulsos … Um grande grupo de meus camaradas, 27 pessoas com famílias, nos deixarão em 30 de janeiro … Estamos enfrentando uma grave falta de pessoal”, afirmou o embaixador Anatoly Antonov em uma entrevista em vídeo para o canal do YouTube Soloviev Live, que foi ao ar na noite de sábado.

A Rússia havia dito anteriormente que mais de 100 de seus diplomatas com suas famílias foram forçados a deixar os Estados Unidos desde 2016, quando a relação entre os dois países piorou.

Em 29 de outubro, quase 200 diplomatas russos ainda estavam em seus postos nos Estados Unidos, incluindo o pessoal da missão russa nas Nações Unidas, segundo a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Maria Zakharova.

A administração do presidente Joe Biden disse no mês passado que o pessoal da missão dos EUA na Rússia encolheu a 120 de 1.200 no início de 2017, após uma série de expulsões e restrições, e que era difícil continuar com qualquer coisa que não fosse a presença de um zelador na embaixada.

A Embaixada dos Estados Unidos em Moscou parou de processar vistos não diplomáticos este ano e acrescentou os russos a uma lista de “cidadãos sem-teto” que podem solicitar vistos em outros países.

(Por Maria Tsvetkova)