Guilherme
Guilherme Becker / Editor

10 de outubro de 2019 - 00:00

Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:13

Notícias

Moradora acolhe menina que viu a mãe ser baleada pelo ex-marido “Tirei ela de cima do casal”

Homem disparou duas vezes contra a cabeça da ex-mulher e depois tentou se matar

A cena da mãe sendo baleada pelo ex-marido dificilmente sairá da cabeça da adolescente de 12 anos. Nesta quarta-feira (9), a menina foi junto com a mãe buscar os irmãos no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), no bairro Santa Cândida, em Curitiba. Entretanto, quando chegavam próximo à instituição, o ex-companheiro da vítima apareceu e após uma discussão atingiu a mulher.

O momento dos disparos foi próximo ao horário de encerramento de turno da escola, por isso, várias crianças e pais estavam no local. No desespero, a adolescente que presenciou o crime se atirou em cima da mãe e foi socorrida por uma moradora “corri e tirei a moça de cima do casal”, contou Elenise.

Vizinha se assusta com disparos

A moradora, que é vizinha da escola, contou que estava na janela acompanhando as crianças que passavam, pois a filha grávida havia acabado de ir ao CMEI para buscar o neto. Entretanto, percebeu que no carreiro, que passa ao lado da instituição, havia um casal discutindo.

“Eu estava na janela de casa acompanhando a saída das crianças. Eu vi aquele casal discutindo no carreiro, mas parecia uma discussão normal. Aí eu vi que ele mexeu na cintura e pegou uma arma. Logo em seguida deu dois tiros na mulher, que caiu. Depois ele atirou contra ele mesmo”, declarou Elenise.

Junto com o casal estava uma adolescente de 12 anos, que é filha de Gislaine Queiroz de outro relacionamento. “Tinha uma moça que estava desesperada gritando ‘eu quero minha mãe’. Estava cheio de gente, mas ninguém chegava perto com medo de levar algum tiro. Daí eu corri, tirei ela de cima do casal e trouxe ela aqui para casa”, contou a moradora.

Na sequência, a adolescente foi levada para casa de familiares.

Casal segue internado em estado grave

Gislaine e Edmar Gonçalves foram atendidos primeiramente pela Polícia Militar (PM) que fazia ronda na região e logo em seguida por ambulâncias do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). A mulher, que recebeu dois tiros na cabeça foi encaminhada ao Hospital do Trabalhador. Já o homem, que tentou se matar foi levado ao Hospital Cajuru.

Somente neste ano, a mulher havia realizado dois boletins de ocorrência contra o ex-companheiro. Os dois tiveram um relacionamento, de aproximadamente 13 anos, e estavam separados. Gislaine tinha medida protetiva contra o ex-marido.

Confira mais informações: