Notícias

Modelo curitibano internado com tuberculose na China precisa de ajuda para custear tratamento

O jovem de 21 anos está em um hospital de Xangai com 85% dos pulmões afetados; ele precisa ser transferido com urgência para uma UTI

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com reportagem de Tais Santana da RIC Record TV, Curitiba
Modelo curitibano internado com tuberculose na China precisa de ajuda para custear tratamento
Foto: Montagem/RIC Mais

4 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:42

Há cerca de um ano e meio, o modelo curitibano Lucas Honorato Francisco, de 21 anos, deixou a capital do Paraná para trabalhar na China. Jovem, bonito e cheio de sonhos, o rapaz trabalhou durante esse tempo em campanhas para grandes marcas e participou de desfiles renomados como o China Fashion Week. (Assista reportagem completa abaixo)

Infelizmente, sua trajetória foi suspensa pela chegada da pandemia do novo coronavírus. Sozinho no país asiático, segundo a família, ele até tentou retornar ao Brasil assim que o surto da doença começou, mas acabou não conseguindo reunir dinheiro suficiente para a passagem.  

Para complicar ainda mais sua situação, nos últimos dias, o modelo adoeceu e precisou ser hospitalizado em Xangai. O diagnóstico é uma forte infecção que afetou 85% dos seus pulmões e causou uma séria insuficiência respiratória. Sem acesso ao sistema de saúde público, ele precisa ser transferido com urgência para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas a família não tem como pagar pelo encaminhamento

“O Lucas estava com uma tosse já faz algum tempo e por causa da situação do coronavírus, todo mundo estava evitando ir para hospital. Ele estava na minha casa, ele já estava muito debilitado, a gente fazendo tipo uma dieta de engorda porque ele perdeu muito peso pra ajudar ele ter força. Mas a tosse não passou e ele piorou, até que a gente convenceu ele a ir para um hospital. Não é o coronavírus porque ele já foi testado”, explicou a amiga do modelo que está com ele no hospital.  

modelo-curitibano-internado-tuberculose-china

Familiares atualizam amigos sobre o estado de saúde do modelo curitibano. (Foto: Reprodução/Facebook Keslly Honorato)

A jovem ainda completa: Cada vez que eles precisam dar um medicamento, a gente tem que ir, pagar uma conta, para poderem dar o medicamento. Então, se alguém não ficasse no hospital, ele acabaria não recebendo medicamento”. 

Segundo a mãe de Lucas, Andrea Honorato, até o filho não ter um diagnóstico de tuberculose, o custo estimado era de R$ 39 mil mas agora, os valores cobrados pelo hospital são ainda maiores. Para seu internamento na UTI são necessários pelo menos R$ 80 mil para o tratamento inicial.

“A princípio era um ciclo de exames com esse valor e agora que ele foi diagnosticado, precisamos de mais dinheiro para ele se manter vivo no hospital. Ele está muito fraquinho, ele emagreceu muito, mas nesse ponto, ele sempre fala ‘Mãe, vai dar tudo certo. Fica calma’. Só que eu estou longe, é muito difícil, é um momento que eu não queria viver. Eu não desejo isso para ninguém porque é muito complicado você estar longe do seu filho e não poder fazer nada, a gente se sente assim de mãos atadas”, desabafa a mãe do modelo. 

Para a mãe, a solidariedade e a fé têm garantido que ela saia da cama todos os dias. “Ele tem muito pela frente. Ele vai sair dessa, a gente tem fé em Deus, acreditar em Deus é tudo e ele vai conseguir superar tudo isso. Não vai ser fácil, mas ele vai conseguir”, declara emocionada. 

Como ajudar o modelo curitibano

Para ajudar Lucas interessados podem fazer uma doação diretamente na Vakinha Virtual criada pela família ou então entrar em contato com a mãe de Lucas pelo telefone 41. 9 9533-4522.

Veja a reportagem:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.