Notícias

Ministério da Saúde compra 2,8 milhões de unidades de remédios usados em intubação

Reuters
Reuters
Ministério da Saúde compra 2,8 milhões de unidades de remédios usados em intubação
Paciente com Covid-19 na UTI do Hospital São Paulo na capital paulista

24 de março de 2021 - 08:19 - Atualizado em 24 de março de 2021 - 08:20

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) – O Ministério da Saúde fechou a compra de 2,8 milhões de unidades de medicamentos usados na intubação de pacientes com Covid-19 e as entregas dos remédios começaram na terça-feira, disse a Secretaria de Comunicação do governo federal em nota divulgada na manhã desta quarta-feira.

Segundo o comunicado, a aquisição foi concretizada após reuniões do Ministério da Saúde com representantes dos laboratórios Cristália, Eurofarma e União Química e as entregas devem prosseguir nos próximos sete dias.

“As medidas têm como objetivo conciliar a equalização dos estoques nacionais, respeitando a realidade de cada fabricante, contratos prévios e a necessidade da população brasileira neste momento de pandemia”, afirma a nota.

O Brasil vive o momento mais grave da pandemia de Covid-19, iniciada há cerca de um ano, ultrapassando na terça a marca de 3 mil mortes diárias por causa da doença.

A ocupação de leitos de terapia intensiva está perto do limite em todos os Estados e, com a alta na demanda por internações, há o risco de faltar insumos como oxigênio hospitalar e remédios como anestésicos, relaxantes musculares e neurobloqueadores, utilizados na intubação de pacientes graves de Covid.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2N0YW-BASEIMAGE