Notícias

Minério de ferro sobe com perspectiva de flexibilização da política monetária chinesa

Reuters
Reuters
Minério de ferro sobe com perspectiva de flexibilização da política monetária chinesa
Caminhões da Vale removem rejeitos de minério de ferro em Nova Lima

6 de dezembro de 2021 - 08:35 - Atualizado em 6 de dezembro de 2021 - 08:36

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) – Os contratos futuros do minério de ferro em Dalian e Cingapura subiram nesta segunda-feira, na esperança de que uma flexibilização da política monetária na China possa conter os riscos de queda enfrentados pela maior produtora e consumidora de aço do mundo, mas os ganhos foram limitados por temores de controle da produção de aço.

O sentimento geral permaneceu otimista depois que o primeiro-ministro Li Keqianga disse na sexta-feira, segundo a mídia estatal, que a China cortará as taxas de depósito compulsório dos bancos.

No entanto, um alerta de poluição na principal cidade siderúrgica do país, Tangshan, o que significa cortes de produção no setor industrial, incluindo aço e coque, e preocupações com as dívidas das incorporadoras imobiliárias chinesas diminuíram o otimismo dos investidores.

O minério de ferro mais negociado para entrega em maio na Bolsa de Commodities de Dalian fechou em alta de 1,6%, a 615,50 iuanes (96,58 dólares) a tonelada, após disparar 4,2% no início da sessão.

O contrato de janeiro do ingrediente siderúrgico na Bolsa de Valores de Cingapura subia 3%, para 104,65 dólares a tonelada, às 8h07 (horário de Brasília).

“Embora esperemos que a produção de aço e a demanda de minério de ferro chinesas contraiam em 2022, a perspectiva de flexibilizar a política monetária e as ‘três linhas vermelhas’ da China devem suavizar a desaceleração”, disse Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities em Cingapura.

Os reguladores chineses introduziram requisitos financeiros que os desenvolvedores devem cumprir para obter novos empréstimos bancários, que foram apelidados de “as três linhas vermelhas”.

O minério de ferro spot da China foi negociado a 104,50 dólares a tonelada na segunda-feira, estável, com base nos dados da consultoria SteelHome.

O vergalhão de aço para construção na Bolsa de Futuros de Xangai subiu 0,7%, enquanto a bobina a quente caiu 0,2%.

O carvão metalúrgico avançou 1,3% e o coque subiu 3,1%.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB50F4-BASEIMAGE