Internacionais

Comediante arrecada R$ 1 milhão para menino que sofre bullying; vídeo gerou comoção global

Quaden Bayles, de 9 anos, é vítima de agressões porque tem nanismo, mas agora está recebendo o apoio de pessoas de todo o mundo

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com informações do Yahoo Lifestyle
Comediante arrecada R$ 1 milhão para menino que sofre bullying; vídeo gerou comoção global
Foto: Reprodução/Facebook Stand Tall 4 Dwarfism

21 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 21 de fevereiro de 2020 - 00:00

A divulgação do vídeo onde o menino Quaden Bayles, de 9 anos, aparece chorando e pedido uma corda para se enforcar após sofrer um episódio de bullying escolar trouxe inúmeros bons frutos para a criança, além de gerar debates sobre a importância de conscientizar as pessoas dos danos que atos de agressão e intimidação repetitivos podem fazer na vida de quem é vítima. (Veja vídeo abaixo)

Conforme Yarraka Bayles, mãe do menino que nasceu com acondroplasia – uma condição genética que resulta em nanismo –, ela gravou as imagens quando foi buscá-lo na instituição de ensino na última quarta-feira (19) em Brisbane, na Austrália.

 “Fomos buscá-lo e vimos um aluno dando um tapinha na cabeça dele e tirando sarro de sua altura. E eu disse: Você quer que eu faça algo sobre isso?  Ele correu para o carro histérico porque não quer que eu faça uma cena na escola”, contou a mãe.

No entanto, quando entrou no veículo, Quaden protagonizou uma cena que cortou o coração de milhares de pessoas pelo mundo. Aos prantos, ele fala para a mãe: Me dê uma corda, eu quero me matar. Só quero me esfaquear no coração … quero que alguém me mate”, enquanto sua mãe explica também chorando que ele sofre bullying dos colegas de aula.

Repercussão e discussão sobre bullying

O vídeo foi visto mais de 16 milhões de vezes e gerou uma onda de comoção global e apoio nas redes sociais, onde usuários têm usado a hashtag #WeStandWithQuaden. Celebridades de todas as áreas também têm se pronunciado como o ator Hugh Jackman que escreveu “Você é mais forte do que imagina, companheiro’. 

Uma página do Go-Fund Me criada pelo comediante americano Brad Williams levantou quase em poucas horas US $ 210.000 para enviar Quaden e sua mãe para a Disneylândia na Califórnia. O restante do dinheiro será doado para instituições que realizam ações de anti-bullying.

O pequeno também tem o apoio da equipe Indígena All-Stars da Liga Nacional de Rugby e irá liderar os jogadores antes da partida de pré-temporada da NRL, no sábado (22), contra o Maori All-Stars na Costa Dourada de Queensland.

Nesta sexta-feira (21), Yarraka publicou em seu perfil de Facebook uma entrevista que ele e o filho concederam para a emissora SBS Austrália. Nela, os dois falam sobre bullying fora e dentro da escola e o resultado disso na vida de quem é alvo.

“Este é o impacto que o bullying tem em uma criança de 9 anos que só quer ir à escola, obter educação e se divertir. Mas a cada dia, algo acontece. Eu tenho um filho que é suicida quase todos os dias. Isso é o que o bullying faz, pessoal”, desabafa a mãe. 

Ela ainda explicou que o filho também sofre comentários agressivos e cruéis fora da sala de aula, acrescentando que isso acontece “quase sempre” em público.

Assista ao vídeo: 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.