Notícias

Homem que matou ‘namorada’ em hotel de Curitiba é condenado a 12 anos de prisão

O assassino conheceu a vítima pelo Facebook e mudou-se para Curitiba com a intenção de namorar Rosemare, mas ela não aceitou e acabou morta

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 15:36

 

O homem que matou a ‘namorada’ em um hotel de Curitiba foi condenado a 12 anos de prisão nesta quarta-feira (18). Rosemare Aparecida Neves, de 43 anos, foi assassinada por Emerson Rodrigo Schimidt, de 39 anos, em 2018.  

Matou namorada em hotel de Curitiba por ciúmes

Segundo a polícia, o assassino conheceu a vítima pelo Facebook e mudou-se para Curitiba com intenção de namorar Rosemeri, mas a mulher não quis assumir o relacionamento e acabou morta

“Ele veio do interior de São Paulo pra se estabelecer aqui e na cabeça dele, ele queria ficar com a Rosemare. Segundo o que as investigações levantaram, ela não assumiu nenhum namoro oficial com ele, tanto que ela não apresentou a família, nada disso. Pra ela era um relacionamento esporádico”, explicou a delegada Sabrina Barreiros, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp). 

Vítima é encontrada 

O corpo de Rosemare foi encontrado em um quarto de hotel, na região central da capital, na noite de 22 de março de 2018. Na ocasião, o casal havia dado entrada no estabelecimento na noite de 21 de março, mas Emerson saiu durante a madrugada do dia 22 afirmando que iria fazer um lanche e não voltou mais. Desconfiados, os funcionários do estabelecimento usaram uma chave reserva para entrar no quarto e encontraram a vítima enrolada em um lençol, em cima da cama, com marcas de estrangulamento.

De acordo com as investigações, enquanto Rosemare tomava banho, Emerson mexeu no seu celular, encontrou mensagens trocadas entre a vítima e o ex-marido e ficou revoltado. 

“Ela disse que não era nada importante, mas ele não acreditou. E ele, tendo desconfiado dessa traição, teria partido pra cima dela”, disse a delegada. 

Foi preso na casa da nova namorada

Emerson fugiu a pé para uma cidade de  Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, e foi preso em agosto de 2018. Na ocasião, ele foi encontrado na casa de sua nova namorada – a qual também conheceu pelo Facebook – e usava um nome falso. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.