Notícias

Mais Médicos: saída de cubanos é definida nesta segunda-feira (19)

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 19 de novembro de 2018 - 00:00

Mais de 8.000 médicos cubanos deixaram o país (Foto: Karina Zambrana/ASCOM/MS-27.09.2013)

Após saída de médicos cubanos, governo brasileiro pretende abrir 8.332 vagas ainda em novembro para repor profissionais do programa Mais Médicos

Integrantes da equipe técnica do Ministério da Saúde se reúnem nesta segunda-feira (19), em Brasília, com membros da Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) e representantes da Embaixada de Cuba para discutir a saída de profissionais cubanos do programa social Mais Médicos.

As conversas começaram na última sexta-feira (16), quando foi discutido o cronograma de saída dos médicos cubanos e a entrada de profissionais brasileiros nas 8.332 vagas que serão abertas. De acordo com o Ministério, o edital para selecionar os novos médicos vai acontecer ainda em novembro, mas não tem data definida.

As reuniões são para definir as próximas etapas e discutir medidas para que nenhum município seja prejudicado. Já na quarta-feira (14), o governo de Cuba anunciou que deixará o programa Mais Médicos por causa de declarações “depreciativas e ameaçadoras” do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Segundo o Ministério da Saúde, desde a criação do Programa Mais Médicos, nenhuma denúncia de irregularidade e erro médico envolvendo médicos cubanos foi feita por meio da ouvidoria do SUS (Sistema Único de Saúde).

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.