Notícias

Mãe tenta rever filhas que foram passar temporada com o pai na Europa em 2017 e não voltaram mais

A guarda provisória das meninas era do pai até junho de 2019 e, por causa da pandemia, as adolescentes não voltaram para o Brasil

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Emanuel Pierin, da RIC Record TV Curitiba
Mãe tenta rever filhas que foram passar temporada com o pai na Europa em 2017 e não voltaram mais
(Foto: RIC Record TV Curitiba)

27 de agosto de 2021 - 17:20 - Atualizado em 27 de agosto de 2021 - 17:20

Carla Schultz tenta na Justiça rever as três filhas, de quem está separada desde 2017, quando as meninas foram visitar o pai em Portugal e não voltaram mais. Em 2018, a família se mudou para Barcelona, na Espanha. A guarda provisória das meninas era do pai até junho de 2019 e, por causa da pandemia, as adolescentes, que hoje têm entre 12 e 17 anos, não voltaram para o Brasil.

“A guarda provisória era minha, foi deferida uma guarda provisória para ele durante este período do documento, então tem uma data para ir, uma data para voltar, que era até junho de 2019, então até ali a guarda provisória era para ele. E aí nesse processo de ele não mandar as meninas, não cumprir com a obrigação dele, a juíza fez uma reversão unilateral de guarda junto com a busca e apreensão. Ele entrou com recurso e conseguiu suspender.”

disse Carla.

Um dos argumentos oferecidos pelo homem para pedir pela suspensão foi a pandemia, já que seria perigoso mandar as filhas de avião por causa da Covid-19, no entanto, ela diz que agora todos estão vacinados.

“Não tem como se acostumar, é uma dor muito grande de sentir, que a convivência das minhas filhas tem sido roubada de mim nesses últimos três anos”.

disse Carla.

O pai das adolescentes afirma que tenta na Justiça que as filhas morem permanentemente em Barcelona, já que a cidade oferece muitas oportunidades profissionais. Ainda, ele diz que as adolescentes agora estão acostumadas com a Europa e que não querem voltar a morar no Brasil.