Notícias

Mãe compartilha vídeo aterrorizante da filha ‘possuída’ após tomar bebida ‘batizada’

A adolescente começou a passar mal depois de tomar um drink oferecido por um homem que estava na boate

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Mãe compartilha vídeo aterrorizante da filha ‘possuída’ após tomar bebida ‘batizada’
Foto: Reprodução/Facebook Claire Taplin

3 de agosto de 2021 - 16:54 - Atualizado em 3 de agosto de 2021 - 16:58

Uma mulher compartilhou um vídeo aterrorizante de sua filha adolescente tendo convulsões depois de tomar uma bebida ‘batizada’ com droga durante uma festa no último sábado (31). Nas imagens, a jovem de 18 anos parece possuída, assim como a personagem do filme Exorcista. (Assista abaixo) 

Segundo Claire Taplin, de 48 anos, ela publicou o vídeo nas redes sociais com o objetivo de alertar a todos sobre os perigos de tomar bebidas oferecidas por estranhos. A situação ocorreu em Southend, na Inglaterra.

A mãe contou ao site The Sun que foi a primeira vez que a filha, Millie Taplin, foi até um clube de dança depois que completou 18 anos em novembro de 2020. Ela estava acompanhada de quatro amigas e desconfia que a droga estava em uma vodca com limonada que aceitou de um homem

“Havia um cara com um grupo de pessoas que eu conhecia. Não posso ter certeza de que era ele, mas a bebida que ele me deu foi a única outra bebida que eu tomei. Estávamos todos nos dando muito bem. Tomei alguns goles da bebida e fui para a área de fumantes. Voltei e senti que tinha bebido demais, e então saí para vomitar”,

contou a adolescente. 

Millie rapidamente se viu incapaz de falar e andar e, na sequência, perdeu o controle de suas pernas e mãos. Por volta da meia-noite, seus amigos ligaram para a irmã mais velha que foi até o local e a levou às pressas para o pronto-socorro.

“Eu sabia tudo o que estava acontecendo. Eu podia responder às pessoas na minha cabeça, mas não conseguia falar. Foi realmente assustador. Na minha cabeça eu estava lá, mas no meu corpo não. Nunca me senti assim”,

lembrou. 

Claire explica que a filha aparentava estar possuída enquanto se contorcia na cama de hospital. “Nunca vi nada parecido. Millie estava ciente do que estava acontecendo, mas não conseguia falar. Foi horrível. Ela parecia possuída. Ela só tomou dois goles da bebida. Temos sorte de não ter sido mais. Estou tão grato que seus amigos estavam lá para ela, caso contrário, quem sabe o que teria acontecido”, completou a mãe. 

Mesmo na instituição de saúde, a jovem sofreu convulsões por cerca de duas horas e só recebeu alta médica no dia seguinte. 

“Provavelmente não vou sair muito mais e vou tomar todos os cuidados que houver que tomar. Não importa o quão bem você pense que conhece alguém, nunca aceite uma bebida dessa pessoa ou algo assim”,

finalizou a adolescente. 

O caso está sendo investigado pela polícia local. A boate onde a adolescente tomou a bebida batizada se manifestou através de um porta-voz, que pediu “a todos os clientes que estejam presentes quando sua bebida for pedida e que não os deixem sem vigilância”.