Internacionais

Macron pede que Irã evite tomar medidas que levem à escalada da tensão

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

5 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 5 de janeiro de 2020 - 00:00

O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu neste domingo que o Irã evite tomar medidas que possam provocar uma escalada na tensão no Oriente Médio e desestabilizem a região, de acordo com comunicado divulgado pelo governo francês. O dirigente disse que a França está determinada a trabalhar com seus parceiros regionais e internacionais para esforços conjuntos de melhorar a situação na região.

Macron falou na tarde de hoje com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e expressou solidariedade à Casa Branca e aos aliados sobre a questão no Oriente Médio, segundo o texto. “Dado o recente aumento das tensões no Iraque e na região, o Presidente da República destacou sua total solidariedade com nossos aliados à luz dos ataques realizados nas últimas semanas contra a coalizão no Iraque.”

“Ele também expressou sua preocupação com as atividades desestabilizadoras da força Quds sob o general Qassem Soleimani e destacou a necessidade do Irã…de evitar tomar medidas que possam levar a uma escalada na situação e desestabilizar a região”, observa o texto. Qassem Soleimani foi morto pelo governo americano na sexta-feira.

Macron disse que a prioridade da comunidade internacional deve ser lutar contra o Estado Islâmico e respeitar a soberania do Iraque.