Notícias

Luciano Flores assume a superintendência da Polícia Federal no Paraná

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

4 de fevereiro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 4 de fevereiro de 2019 - 00:00

Flores descartou o fim da Lava Jato.Imagem: Marc Sousa

Flores disse que a Instituição segue na mesma linha de atuação proposta por Sérgio Moro, atual Ministro da Justiça e Segurança Pública, ou seja, de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

Tomou posse nesta segunda-feira, (4), o novo Superintendente Regional da Polícia Federal do Estado do Paraná, o delegado Luciano Flores.

Flores descartou o fim da Lava Jato e destacou a necessidade de novas contratações até o final do ano

Durante o seu discurso de posse, Flores descartou a possibilidade de término da Operação Lava Jato e enfatizou que as novas fases estão programadas para 2019 com novas frentes de investigação.

O delegado também enfatizou a necessidade de novas contratações para a corporação até o final do ano.  Ele salientou que para dar conta de toda demanda será necessário quadruplicar o quadro de Servidores no Paraná.

Insitituição seguirá a mesma linha de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro

Flores disse ainda que a Instituição segue na mesma linha de atuação proposta por Sérgio Moro, atual Ministro da Justiça e Segurança Pública, ou seja, de combate à corrupção e à lavagem de dinheiro.

O novo superintendente é mais um ex-integrante da Lava Jato que ganha espaço na Polícia Federal.

Flores atuou na Operação e foi o responsável por interrogar o ex-presidente Lula na condução coercitiva que aconteceu no aeroporto de congonhas em 2016.

 

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.