Coronavírus

Londrina chega a 82 óbitos por Covid-19

Prefeitura comunicou mais um óbito no último boletim

André
André Justus
Londrina chega a 82 óbitos por Covid-19
Foto: Reprodução/Pexels

2 de julho de 2020 - 12:03 - Atualizado em 2 de julho de 2020 - 14:22

Na noite de quarta-feira (1º), a Prefeitura de Londrina divulgou os números atualizados da região. Mais uma morte foi contabilizada, chegando a 82 óbitos.

A vítima era do sexo feminino, tinha 69 anos, e estava internada em um hospital público desde 19 de maio. Até a metade da semana, foram 7 mortes confirmadas, segundo últimos relatórios.

Boletim Informativo – 01/07

Segundo o novo formato disponibilizado pela Prefeitura, foram realizados 8.048 testes, sendo 1.346 confirmados, 6.394 descartados e 308 aguardando o resultado.

Dos 1.346 confirmados, 213 casos estão ativos, 1.051 se recuperaram e 82 foram a óbito, sendo o último nesta quarta-feira (1º).

Dentre os pacientes ativos, 172 estão sendo monitorados, em isolamento domiciliar. Outros 41 estão internados, sendo 25 em leitos moderados, de enfermaria, e outros 16 em Unidades de Terapia Intensiva.

O maior índice de casos está na faixa etária dos 20 a 39 anos, com 547 casos, e de 40 a 59 com 476 casos.

O que diz Marcelo Belinati

Em uma transmissão realizada em suas redes sociais nesta quarta, o prefeito Marcelo Belinati (PP) informou que foram investidos mais de R$ 40 milhões para combater a Covid-19 na cidade, com contratação de profissionais de saúde (mais de 300), ampliação de leitos e compra de medicamentos.

 Ele esclareceu que a taxa de ocupação de leitos em UTI é de 44%, sendo um número menor que outras cidades que não foram incluídas no Decreto nº 4942, do Governo do Estado.

Assim, o prefeito pediu informações mais claras, com dados técnicos e indicadores epidemiológicos, por quais motivos a quarentena foi imposta a regional de Londrina.

Caso o pedido de revisão do Município não for atendido, o decreto estadual passa a valer na cidade a partir de domingo (5), com exceção das feiras livres. Dependendo do resultado, novas medidas podem ser anunciadas nas próximas semanas.