Notícias

Libaneses se reúnem para apoiar pedidos de neutralidade do país em conflitos

Reuters
Reuters

27 de fevereiro de 2021 - 14:40 - Atualizado em 27 de fevereiro de 2021 - 14:40

BEIRUTE (Reuters) – Centenas de libaneses se reuniram na sede da igreja maronita neste sábado para apoiar pedidos de seu líder para que o país fique neutro nos conflitos regionais, uma maneira de sair da crise política e econômica.

A economia do Líbano está em colapso financeiro desde 2019, e políticos rivais não conseguem formar um governo desde que o último se desfez depois da explosão de 4 de agosto na capital, deixando o país sem direção.

O patriarca maronita Bechara Boutros Al-Rai pediu repetidas vezes para que políticos rivais cheguem a um acordo sobre um novo governo e recentemente solicitou uma conferência internacional liderada pela ONU para ajudar a quebrar o impasse.

“Vocês vieram de todas as partes do Líbano… para apoiar duas coisas: neutralidade e uma conferência internacional para o Líbano sob os auspícios da Organização das Nações Unidas. Em uma palavra, vocês vieram salvar o Líbano”, disse Rai, que é o clérigo mais importante do cristianismo no Líbano, ao público na sede da igreja em Bkirki.

“Por meio de uma conferência internacional, queremos anunciar a neutralidade do Líbano para que não volte a se tornar uma vítima de conflitos, guerras e divisões”, afirmou. “Não há dois Estados em uma terra e não há dois Exércitos em um Estado.”

(Reportagem de Maha El Dahan e Laila Bassam)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.