Notícias

Lavouras de banana foram prejudicadas pelo vento e pela chuva

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

31 de julho de 2013 - 00:00 - Atualizado em 8 de maio de 2022 - 16:59

E as lavouras de banana, plantadas principalmente em Novo Itacolomi, região de Apucarana, ficaram prejudicadas com os ventos gelados e as geadas. Parte dos produtores acredita que a safra de banana que seria colhida este ano está perdida. No caso do café, praticamente 100% das lavouras foram atingidas pelas geadas, com níveis de danos variados desde queima superficial das folhas até queima de ramos laterais com  necessidade de podas como recepa. (SEAB)

A massa de ar que provocou a ocorrência de duas geadas no Paraná na última semana, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, pode voltar a ocorrer em setembro. A probabilidade de isso acontecer é grande. Anos de neutralidade climática, como é o caso agora, permitem entradas dessas massas muito intensas, explica Luiz Renato Lazinski, do Inmet. Se a geada ocorrer, pode pegar áreas altas do estado, incluindo regiões dos Campos Gerais, como Guarapuava e Ponta Grossa e Palmas. Regiões em que o trigo conseguiu escapar da queda acentuada de temperaturas nos episódios da semana passada. (OCEPAR)

Leite

O preço do leite pago ao produtor teve novo reajuste em julho, acumulando sucessivas altas ao longo de todo o primeiro semestre de 2013 e sendo o maior patamar desde setembro de 2007, em termos reais (descontando a inflação do período). O preço bruto do leite pago ao produtor (que inclui frete e impostos) calculado pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, alcançou R$ 1,0544/litro. Segundo pesquisadores do Cepea, esse novo aumento no preço do leite esteve mais atrelado à firme demanda do que à produção. (Cepea)

Milho

As cotações do milho seguem pressionadas no Brasil com as perspectivas de segunda safra recorde. Considerando-se a média das regiões acompanhadas pelo Cepea, no acumulado parcial deste ano (da última semana de dezembro/12 até a semana passada), o recuo no preço chega a 29,2% no mercado de balcão (preço pago ao produtor) e a 31% no de lotes (negociação entre empresas). Quanto à demanda, as compras seguem sendo realizadas apenas quando há necessidade. (Cepea)

Trigo 

Com uma valorização acumulada de 50% em 12 meses, as cotações do trigo vão continuar elevadas graças às geadas, avaliam os analistas. Os preços, que deveriam baixar com a entrada da nova safra, entre setembro e novembro, devem continuar elevados até o final do ano. Antes dos problemas climáticos o mercado já estava realizando ajustes. “Os negócios futuros estavam sendo feitos a R$ 750,00 a tonelada, mas o mercado hoje está em R$ 900,00 por tonelada”. (OCEPAR)

Sicredi

E a cooperativa de crédito Sicredi União PR, com sede em Maringá (PR), realiza hoje Assembleia Geral Extraordinária para anunciar oficialmente que vai se unir à Cooperativa Sicredi Integradas Centro Leste Paulista, sediada em Limeira (SP). O evento, com a participação de dirigentes, conselheiros, delegados de núcleos e convidados especiais, será às 19h30, no Excellence Eventos. (FLAMMA)

Embalagens 

A Associação dos Distribuidores de Defensivos Agrícolas e Veterinários do Oeste (Addav) recomenda aos produtores rurais que agendem a devolução das embalagens vazias na Central de Recebimento de Cascavel. Este procedimento beneficiará aos produtores, pois não precisarão esperar para serem atendidos. De acordo com a gerente responsável pela central, Patrícia Moretti, o agricultor deve devolver as embalagens no local indicado na nota fiscal, dentro do prazo de até um ano após a compra do produto. Para agendar, ele deve telefonar diretamente na unidade, nos números (45) 3037-5933. (PAGINA RURAL)

Para assistir às matérias do RIC Rural, clique aqui.