Notícias

Justiça determina fim imediato da greve dos professores

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

4 de março de 2015 - 00:00 - Atualizado em 4 de março de 2015 - 00:00

O Tribunal de Justiça do Paraná determinou na tarde desta quarta-feira (4) que professores e funcionários devem voltar às escolas imediatamente.

Em caso de descumprimento, a multa diária será de R$ 20 mil. Os grevistas também estão proibidos de obstruir, de qualquer modo, o acesso a escolas ou a qualquer outro órgão público estadual ou de impedir o trabalho de outros servidores públicos. “A greve é extremamente prejudicial a milhares de estudantes, os quais estão sendo as maiores vítimas”, afirma o desembargador na decisão, Luiz Mateus de Lima.

“Sempre que uma greve venha a comprometer o interesse da coletividade, ela deve ser considerada abusiva”, conclui o desembargador. “Não me parece justo e legal comprometer toda a sociedade, maior afetada nesse momento, pelo movimento paredista”.

A APP-Sindicato afirma que ainda não recebeu notificação e, caso ocorra, deve recorrer, pois realizou todos os trâmites para realizar a greve de maneira legal.

APP já havia sido notificada
A categoria em greve havia recebido uma notificação no início da semana, mas não se intimidou. Os representantes do movimento afirmaram que recorreriam da decisão, mantendo a paralisação.