Notícias

Júri de Manvailer pode ser adiado pela quarta vez

No último adiamento, o júri já estava em andamento quando os advogados de defesa foram impedidos de usar um vídeo na sessão. Os advogados se levantaram do Tribunal e foram embora.

Giselle
Giselle Ulbrich com informações de Camila Andrade
Júri de Manvailer pode ser adiado pela quarta vez
Foto: Reprodução/Facebook.

3 de maio de 2021 - 19:58 - Atualizado em 3 de maio de 2021 - 20:08

O júri do biólogo Luis Felipe Manvailer, acusado de matar a própria esposa, a advogada Tatiane Spitzner, pode ser adiado pela quarta vez.

Conforme apuração da repórter Camila Andrade, da RIC Record TV, desta vez a questão está com uma testemunha de defesa de Manvailer. A testemunha encaminhou um documento à Justiça, informando que não pode comparecer ao júri porque está se recuperando de Covid-19.

Clique aqui e relembre todo o caso

Caso os advogados do biólogo considerem que a testemunha é imprescindível para a defesa do réu, o juiz irá decidir o que fazer sobre isto. Uma das possibilidades é mais um adiamento, que se ocorrer, será o quarto.

O júri popular já foi adiado três vezes, a primeira delas por questões técnicas, a segunda por um dos advogados de defesa do réu estar infectado com a covid-19 e a terceira, no dia 10 de fevereiro, quando os advogados abandonaram o tribunal após serem impedidos de usar algumas imagens.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.