Notícias

Jovem retorna da igreja e morre esfaqueada dentro de casa em Curitiba

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

21 de janeiro de 2017 - 00:00 - Atualizado em 21 de janeiro de 2017 - 00:00

Mulher é assassinada ao voltar da igreja. Foto: Reprodução/ Facebook

Antes de morrer, a vítima teve tempo de guardar sua bíblia no armário

Uma mulher de 26 anos foi brutalmente assassinada com 11 facadas, a poucos metros de sua casa no bairro Tatuquara, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (20). Após esfaquear a vítima, o assassino deixou a faca de cozinha em cima da cama e fugiu.

Rosineia Siqueira, mais conhecida como Néia, chegou em casa pouco depois das 21h. A filha, de 10 anos, que estava em outra igreja tendo aula de música, chegou minutos depois da mãe, acompanhada por amigas da igreja. Ao perceber que a porta da residência estava apenas encostada, foi direto para o quarto onde viu sua mãe caída ao lado da cama com corpo cheio de sangue.

A menina pediu socorro a uma vizinha que chamou o Siate juntamente com um médico, mas quando eles chagaram Rosineia já estava sem vida.  

Leia mais

Assassino deixou carta sobre seu plano e chamou Lei de ‘vadia da Penha’

Irmã de professora que teve corpo concretado no Paraná é presa em SC

Amigos da vítima e o pastor da igreja estavam abalados com tamanha brutalidade. À equipe de reportagem da RICTV/ TV Record, afirmaram que além de ser uma ótima mãe, trabalhadora, era também uma mulher dedicada à igreja.

Rosinéia foi casada e estava divorciada há bastante tempo. O ex-marido já estava com outra família e o pai da menina vinha apenas uma vez por ano ver a criança. Policiais militares e civis juntamente com a perícia estiveram no local para entender a real motivação do assassinato 

Investigação

O que aconteceu dentro da residência em poucos minutos ainda é um mistério para a polícia. Diversas linhas de investigações estão sendo apuradas pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo o delegado, quem entrou e matou a Rosineia sabia que no andar de baixo do sobrado não havia ninguém e conhecia os passos da vítima. Nada foi arrombado, apenas o celular e uma bolsa sumiram do local. Antes de morrer, a vítima teve tempo de colocar sua bíblia no armário.

No andar de baixo do sobrado mora um casal que saiu para viajar por volta das 13h desta sexta-feira e voltaria somente na segunda. Nos fundos, mora há pouco tempo, um homem que relatou aos policiais não ter ouvido nenhum barulho estranho, a não ser os gritos da filha de Rosineia pedindo por socorro.

 

 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.