Notícias

Jovem que beijou jogador Daniel na festa fala que Edison agrediu Cris

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

13 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 13 de novembro de 2018 - 00:00

Edison Brittes Júnior está preso (Foto: reprodução das redes sociais)

O relato é da testemunha Evellyn Brisola, amiga de Allana, que prestou depoimento sobre o caso Daniel nesta terça-feira (13)

Cristiana Brittes teria defendido o jogador Daniel e sido agredida pelo marido, Edison Brittes: “você está defendendo esse vagabundo?”, terido dito o principal suspeito de tirar a vida do jogador Daniel Correa de forma cruel, no dia 27 de outubro, em São José dos Pinhais.

O relato é da testemunha Evellyn Brisola, amiga de Allana, que prestou depoimento sobre o caso Daniel nesta terça-feira (13). A jovem ainda relatou que beijou a vítima durante o aniversário de 18 anos de Allana Brittes, em uma casa noturna de Curitiba.

Caso Daniel: espancamento de jogador morto

Durante depoimento, Evellyn contou que chegou na casa quando todos já estavam no local, conversou com Daniel Correa em um sofá, enquanto fumava narguilé, e não quis mais se relacionar com ele. Em seguida, a jovem diz que subiu para o quarto para lavar os pés. Evellyn não relatou aos policiais sobre o suposto estupro de Cristiana Brittes ou qualquer pedido de socorro.

A jovem conta que depois do espancamento de Daniel, Edison Brittes pediu para que todos limpassem a casa, dividindo tarefas. Tais ficou com a parte externa, e, os demais, limparam o quarto onde Daniel e Cristiana foram flagrados por Edison.

O colchão foi cortado, por estar sujo de sangue, e os documentos de Daniel foram queimados. Um celular ainda teria sido destruído por um dos irmãos Porkote. Evellyn conta, durante o depoimento, que após a cena de espancamento, que durou mais de 5 minutos, estava na sala quando sugeriu ao Edison chamar o Samu e, então, ele teria dito que “quem manda aqui sou eu”.

Evellyn, que beijou o jogador Daniel, prestou depoimento nesta terça-feira (Reprodução)

Jogador morto: Edison fez ameaças

No almoço de domingo (28), Edison Brittes teria ameaçado para que todos mantivessem a versão apresentada – de que o portão ficou aberto e Daniel saiu -, ou poderiam ver sofrer as consequências, pois haviam visto o que aconteceu.

Allana teria questionado sobre Daniel para o pai, Edison. Ele respondeu que matou o jogador e a filha insistiu, perguntando como. Edison se manteve em silêncio.

Ainda de acordo com Evellyn, Allana ainda teria perguntado ao pai o que deveria responder para a família do jogador Daniel que havia entrado em contato com ela para saber notícias do jogador.

Reprodução

Ex-namorada de jogador Daniel diz que ele jamais machucaria alguém

O Portal RIC Mais conversou exclusivamente com a ex-namorada do jogador Daniel Correa, que preferiu ter a identidade preservada. Em entrevista, a jovem, que tem 23 anos, contou sobre a relação e personalidade da vítima. 

Assista à reportagem completa sobre o depoimento envolvendo o jogador Daniel:

Veja o que diz a testemunha que beijou o jogador horas antes do crime. Veja!

Daniel Correa recebeu homenagem

No local onde jogador Daniel foi encontrado morto cruz e mensagem bíblica foram deixadas em forma de homenagem. Veja!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.