Notícias

Jovem é morta a facadas e golpes de bateria por reconhecer ladrão

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

16 de maio de 2017 - 00:00 - Atualizado em 16 de maio de 2017 - 00:00

O assassinato da jovem deu origem a um abaixo-assinado online por mais segurança no município (Foto: Reprodução/Facebook)

O assassino foi preso na tarde dessa segunda-feira e confessou ter esfaqueado e golpeado a jovem com uma bateria de carro

O assassinato brutal de uma jovem de 25 anos causou revolta nos moradores de São João do Ivaí, no norte do Paraná, e deu origem a um abaixo-assinado online por mais segurança no município. A vítima foi esfaqueada e golpeada com uma bateria de carro no último sábado (13).

De acordo com a Polícia Civil, o assassino, que foi preso na tarde dessa segunda-feira (15), aproveitou que o portão da residência da jovem estava aberto e entrou para roubar objetos de dentro de um veículo que estava estacionado na garagem.

Ao ser surpreendido pela moradora da casa, Vanessa Formentini, de 25 anos, o ladrão percebeu que foi reconhecido e a atingiu com um golpe de faca no pescoço. A vítima então fugiu para dentro de casa, onde levou mais duas facas e também foi golpeada na cabeça com uma bateria de carro que estaria dentro do imóvel.

Depois de cometer o crime, o assassino, que trabalha em uma oficina mecânica na região, fugiu. O corpo da jovem foi encontrado pelo irmão. Ele estranhou a demora da irmã em chegar ao mercado da família onde trabalhava.

O acusado de cometer o crime foi preso, na tarde dessa segunda-feira (15), em seu local de trabalho. Segundo a delegada Karein Friedrich, o rapaz de 19 anos confessou o assassinato e ainda levou a polícia até o local onde ele jogou a faca utlizada na agressão: o quintal de uma casa vizinha à da vítima. A polícia agora investiga se o crime foi um homicídio ou um latrocínio, o roubo seguido de morte.

Tristeza e revolta

O corpo de Vanessa foi sepultado no domingo (14), no Cemitério de São João do Ivaí, em meio a um clima de muita comoção. Revoltados com a violência do caso, moradores de São João do Ivaí lançaram na internet a coleta de assinaturas para uma petição que reivindica mais segurança à cidade de cerca de 12 mil habitantes.

Por meio de nota, a Secretaria de Segunraça Pública (SSP) informou que as forças policiais agiram rapidamente na identificação e prisão do agressor no brutal caso ocorrido em São João do Ivaí. Da mesma forma, a polícia do Paraná procura dar respostas ágeis e precisas para a sociedade nas investigações e operações desencadeadas, diariamente e de forma permanente.

“Em 2016, foram 215 suspeitos encaminhados, por dia, em média, para delegacias de todo o Estado. Desse total, 47 por dia sendo autores de furto e roubo. Além disso, o Paraná apresenta queda no número de crimes contra a vida nos últimos anos, fruto de uma política que estipulou metas de redução nessa modalidade criminosa. A taxa era de 30,4 homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes, em 2010, e caiu para 22,02 em 2016. O trabalho para reduzir esse tipo de crime é contínuo e incessante por parte das forças policiais do Paraná, que conta com acompanhamento e análise criminal da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária. Ressalta-se ainda que a distribuição de recursos materiais e humanos é feita com base nos índices criminais de cada localidade”, diz a nota.

Veja também

Rapaz confessa estrangular cunhada de 17 anos e se mata

Homem ingere veneno de rato após atirar contra a mulher

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.