Notícias

Jogador Daniel: Cristiana Brittes também será denunciada por homicídio

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

26 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 26 de novembro de 2018 - 00:00

Cristiana Brittes irá permanecer presa. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

De acordo com o MP, Cristiana Brittes também será denunciada por homicídio no caso Daniel

Cristiana Brittes também vai responder pelo crime de homicídio envolvendo a morte do jogador Daniel. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (26) pelo Ministério Público do Paraná. Além de Cristiana, também respondem especificamente pela morte de Daniel Correa: Edison Brittes, Ygor King, Eduardo da Silva e Deivid William da Silva.

Família Brittes no aniversário de 18 anos de Allana Brittes (Foto: reprodução)

Participação de Cristiana Brittes no caso Daniel

De acordo com o promotor do caso Daniel, João Milton Salles, Cristiana Brittes participou da morte do jogador de futebol ao ser omissa no momento em que ele passou a ser espancado dentro do quarto do casal.

Inicialmente, o delegado do caso Daniel, Amadeu Trevisan, havia indiciado Cristiana Brittes por coação de testemunha e fraude processual. No entanto, o MP reavaliou e optou por denunciar, também, pelo crime de homicídio simples. Com a mudança,chega a quatro o número de denunciados pela morte. 

A diferença entre Cristiana Brittes e os demais indiciados, é que ela deve ser denunciada por homicídio simples e não qualificado – na prática, a pena é muito menor.

 

Denúncia MP caso Daniel

O prazo de 5 dias para oferecimento da denúncia no caso envolvendo o jogador Daniel encerra na terça-feira (27), às 15 horas. Uma coletiva de imprensa será realizada no ato de entrega da formalização de denúncia à justiça. O relatório do inquérito policial apontando o resultado das investigações foi concluído e repassado ao MP no dia 21 de novembro.

O jogador Daniel foi assassinado no final de outubro (Foto: Reprodução/Twitter)

Veja abaixo por quais crimes cada um dos sete suspeitos vão responder pela morte do jogador Daniel Correa:

Edison Brittes: homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Cristiana Brittes: homicídio, coação de testemunha e fraude processual (pena =  6 a 20 anos, 1 a 4 anos e 3 meses a 2 anos, e multa, respectivamente)

Allana Brites: coação de testemunha e fraude processual (pena = 1 a 4 anos e 3 meses a 2 anos, e multa, respectivamente)

Eduardo da Silva:  homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Ygor King: homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Deivid Willian da Silva: homicídio qualificado e ocultação de cadáver (pena = 12 a 30 anos e 1 a 3 anos, e multa, respectivamente)

Eduardo Purkote Chiuratto: lesões graves (pena = 1 a 5 anos)

Infográfico: Luana Silverio/RIC Mais

Entenda a morte do jogador de futebol Daniel Correa:

Veja como ocorreu um dos crimes mais chocantes no Paraná nos últimos anos. Assista!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.