Notícias

Jogador assassinado: polícia busca suspeitos pela morte de Daniel Correa

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

1 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 1 de novembro de 2018 - 00:00

O jogador tinha contrato com o São Paulo até dezembro e estava emprestado ao São Bento (Foto: Marcos Floriano)

Caso envolvendo jogador assassinado Daniel Correa tem novos desdobramentos com prisão da família

A Polícia Civil afirmou nesta quinta-feira (1º) que investiga a participação de mais três pessoas no caso envolvendo o jogador assassinado, Daniel Correa. O principal suspeito de cometer o crime, Edison Brittes Junior, a esposa dele e a filha, foram presos.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Amandeu Trevisan, a esposa e a filha do principal suspeito deve ajudar a esclarecer como ocorreu o crime. “Elas estavam no palco do crime e devem explicar como ocorreu”, disse.

Tentativa de estupro

Segundo o delegado, ainda não há confirmação sobre a versão apresentada pela defesa do suspeito sobre um estupro – fotos foram encontradas no celular de Daniel Correa, onde ele aparece fazendo selfie ao lado da esposa do suspeito, que está desacordada. “O que nós temos é apenas a foto. A gente observa ela dormindo”, ressaltou o delegado.

Reprodução

Ainda segundo o delegado, não é possível afirmar que teve grito de socorro por parte da mulher. A motivação, segundo o delegado, já está esclarecida.  De acordo com Trevisan, “a vítima [Daniel Correa] era imatura, mandando mensagem para os amigos”, sobre o fato de Daniel Correa ter conversado com amigos durante o período que ficou ao lado da esposa do suspeito.

Daniel Correa era amigo da filha do suspeito e teria vindo para o aniversário de 17 anos da jovem, em 2017, e retornado para o evento deste ano. 

Reprodução

Jogador assassinado em São José dos Pinhais

O delegado também falou sobre a crueldade do crime hediondo que motivou a prisão preventiva do suspeito. “Por mais que tivesse pego a mulher naquelas condições, foi exagero. Um excesso, totalmente desproporcional e muito menos dessa forma insidiosa”, disse o delegado. 

A Polícia Civil, com o apoio do Grupo de Operações e Socorro Tático (Gost), faz buscas nesta quinta-feira para localizar a faca utilizada para tentar degolar Daniel.

Esposa e filha de suspeito de matar Daniel Correa foram presas

Além do suspeito de ter matado o jogador Daniel Correa, Edison Brittes Junior, a Polícia Civil prendeu a esposa e a filha dele. A mulher, de 35 anos, teria se entregado na quarta-feira (31). Já a filha, que completou 18 anos no dia do crime, foi presa junto com o pai, em casa, em São José dos Pinhais. 

Reprodução

Assista à reportagem sobre o caso do jogador assassinado Daniel Correa:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.