Notícias

Invasores do Capitólio são presos nos EUA

Reuters
Reuters

10 de janeiro de 2021 - 12:32 - Atualizado em 10 de janeiro de 2021 - 12:32

Por Rich McKay

(Reuters) – Agentes federais dos Estados Unidos prenderam na véspera mais dois invasores do Capitólio cujas imagens viralizaram nesta semana, um deles apareceu carregando o púlpito da presidente da Câmara dos Deputados e outro que vestia um gorro de pele animal com chifres, enquanto um importante parlamentar democrata pediu que operadoras de celular preservem conteúdos de redes sociais relacionados ao tumulto.

Dezenas de pessoas foram acusadas após a invasão do Capitólio na quarta-feira, com o FBI solicitando que o público identificasse os participantes, já que as imagens do episódio proliferaram na Internet. Cinco pessoas morreram no incidente, entre elas um policial.

Jacob Anthony Chansley, que apareceu em publicações nas redes sociais usando uma capa de pele animal com chifres e portando uma lança enfeitada com a bandeira dos Estados Unidos, se entregou à polícia, segundo anunciou o Departamento de Justiça dos EUA.

Chansley, também conhecido como Jake Angeli, ligou para o escritório do FBI em Washington na quinta-feira e disse posteriormente a agentes que “veio como parte de uma iniciativa em grupo com outros ‘patriotas’ do Arizona, seguindo um pedido do presidente para que todos os ‘patriotas’ fossem a Washington, D.C. no dia 6 de janeiro”, afirmou o Departamento de Justiça em nota.

Agentes federais também prenderam Adam Christian Johnson, cuja imagem enquanto sorria e acenava carregando o púlpito da presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, também viralizou nas redes.

Johnson, da cidade de Parrish, na Flórida, também transmitiu um vídeo ao vivo no Facebook de si mesmo enquanto andava pelos corredores do Capitólio, de acordo com o jornal Tampa Bay Times.

(Por Rich McKay em Atlanta)