Internacionais

Vacinação na Inglaterra evitou 10.400 mortes até final de março, aponta estudo

Reuters
Reuters
Vacinação na Inglaterra evitou 10.400 mortes até final de março, aponta estudo
Vacinação no Reino Unido

8 de abril de 2021 - 20:06 - Atualizado em 8 de abril de 2021 - 20:11

LONDRES (Reuters) – O andamento rápido da vacinação na Inglaterra evitou as mortes de mais de 10 mil pessoas com 60 anos ou mais até o final de março, de acordo com uma análise da agência de Saúde Pública da Inglaterra.

A Inglaterra passou por um pico de infecções, hospitalizações e mortes em janeiro, mas o fardo seria ainda pior sem o rápido programa de vacinação, que começou no dia 8 de dezembro, de acordo com o estudo. 

Mais de 15 milhões de doses de vacina foram aplicadas em adultos com 60 anos ou mais na Inglaterra, evitando uma estimativa de 10.400 mortes, a maioria delas entre pessoas de 80 anos ou mais, de acordo com a agência de Saúde Pública inglesa.

A análise comparou o número reportado de mortes até o período de março com o número que seria estimado se as vacinas não tivessem sido entregues naquele momento. 

Cerca de 127 mil pessoas morreram dentro de um período de 28 dias após testarem positivo para a Covid-19 no Reino Unido.

A campanha de vacinação foi acelerada em março. Um total de 31,8 milhões de pessoas no Reino Unido tomou pelo menos uma dose, enquanto 6,1 milhões de pessoas receberam as duas. 

(Reportagem de Estelle Shirbon)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH371LL-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.