Internacionais

UE analisa vacina contra Covid-19 da J&J devido a coágulos sanguíneos

Reuters
Reuters
UE analisa vacina contra Covid-19 da J&J devido a coágulos sanguíneos
Vacinação contra Covid-19

9 de abril de 2021 - 16:29 - Atualizado em 9 de abril de 2021 - 16:31

Por Pushkala Aripaka e Julie Steenhuysen

(Reuters) – A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse nesta sexta-feira que está analisando coágulos sanguíneos raros em quatro pessoas nos Estados Unidos que receberam a vacina contra Covid-19 da Johnson & Johnson.

O comitê de segurança da EMA também está estudando como a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca está associada a casos muito raros de coágulos sanguíneos incomuns, e disse que agora está verificando relatos de síndrome de extravasamento capilar em pessoas que receberam a vacina da AstraZeneca.

A J&J disse estar ciente dos relatos raros de coágulos sanguíneos em indivíduos que tomaram sua vacina contra Covid-19 e que está trabalhando com agências reguladoras para analisar os dados e prestar informações relevantes.

“No momento, nenhuma relação causal clara entre estes acontecimentos raros e a vacina contra Covid-19 da Janssen foi estabelecida”, disse a empresa em um comunicado por email.

Dos quatro casos graves de coagulação e contagem baixa de plaquetas, três ocorreram nos EUA durante a distribuição da vacina da Janssen, uma unidade da J&J, disse a EMA. Uma pessoa morreu devido a um problema de coagulação relatado no teste clínico da J&J.

Quase cinco milhões de pessoas já haviam recebido a vacina da J&J nos EUA até a manhã de quinta-feira, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças norte-americano (CDC).

A Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) disse que responderá em breve a um pedido de comentário.

(Por Pushkala Aripaka e Manas Mishra em Bengaluru, Kate Kelland em Londres, Julie Steenhuysen em Chicago e Deena Beasley em Los Angeles)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH381BY-BASEIMAGE