Internacionais

Turquia pretende comprar mais sistemas de defesa da Rússia, diz Erdogan

Reuters
Reuters

26 de setembro de 2021 - 15:19 - Atualizado em 26 de setembro de 2021 - 15:19

Por Humeyra Pamuk

WASHINGTON (Reuters) – O presidente Tayyip Erdogan disse que a Turquia ainda pretende comprar um segundo lote de sistemas de defesa antimísseis S-400 da Rússia, em um gesto que pode aprofundar um conflito com Washington, seu aliado na Otan, e desencadear novas sanções dos EUA.

Washington diz que os S-400 representam uma ameaça aos seus caças F-35 e aos sistemas de defesa mais amplos da Otan. A Turquia alega que não foi capaz de adquirir sistemas de defesa aérea de nenhum aliado da Otan em condições satisfatórias.

“No futuro, ninguém será capaz de interferir em relação a que tipo de sistema de defesa adquirimos, de que país e em que nível”, disse Erdogan em uma entrevista transmitida no programa “Face the Nation” na CBS News neste domingo.

“Ninguém pode interferir nisso. Somos os únicos a tomar essas decisões.”

Os Estados Unidos impuseram sanções ao Diretório da Indústria de Defesa da Turquia, seu chefe Ismail Demir e três outros funcionários em dezembro, após a aquisição de um primeiro lote de S-400 pelo país.

As negociações continuaram entre a Rússia e a Turquia a respeito da entrega de um segundo lote, no que Washington respondeu reiteradas vezes que o gesto desencadearia em novas sanções.

Erdogan visitará a Rússia na próxima semana para se encontrar com o presidente Vladimir Putin para discutir problemas, incluindo a violência no noroeste da Síria.

(Por Humeyra Pamuk e Ezgi Erkoyun)