Internacionais

Terremoto mata menina e causa desligamento de usina nuclear ao atingir Croácia e Eslovênia

Reuters
Reuters
Terremoto mata menina e causa desligamento de usina nuclear ao atingir Croácia e Eslovênia
Carro destruído por terremoto em Sisak

29 de dezembro de 2020 - 11:50 - Atualizado em 29 de dezembro de 2020 - 11:51

Por Ivana Sekularac

ZAGREB (Reuters) – Um terremoto de magnitude 6,4 atingiu uma cidade do centro da Croácia nesta terça-feira, deixou uma criança morta, muitos feridos e danificou casas, disseram autoridades.

Agentes de resgate tentavam retirar pessoas dos escombros de edifícios desabados, mostraram imagens de televisão, e tropas do Exército foram enviadas para ajudar.

O Centro Alemão de Pesquisas de Geociências disse que o tremor ocorreu a uma profundidade de 10 quilômetros. O epicentro foi a cidade de Petrinja, 50 quilômetros ao sul da capital croata Zagreb.

Tomislav Fabijanic, chefe dos serviços de emergência médica da vizinha Sisak, disse que muitas pessoas ficaram feridas em Petrinja e Sisak.

“Há fraturas, há concussões, e algumas tiveram que ser operadas”, contou.

O primeiro-ministro croata, Adrej Plenkovic, que foi às pressas a Petrinja, disse: “Temos informações de que uma menina morreu. Não temos outras informações sobre baixas.”

“O Exército está aqui para ajudar. Teremos que retirar algumas pessoas de Petrinja porque não é seguro ficar aqui”, disse Plenkovic.

O canal de notícias N1 citou uma autoridade municipal de Petrinja segundo a qual uma criança de 12 anos morreu, mas não deu detalhes.

O canal mostrou imagens de agentes de resgate em Petrinja retirando um homem e uma criança vivos dos escombros.

Outras filmagens exibiram uma casa com o teto desmoronado. A repórter disse não saber se havia alguém dentro.

A N1 também disse que o terremoto destruiu um jardim de infância, mas que não havia crianças no local, acrescentando que a situação é “difícil” em casas de repouso da área de Petrinja.

Um operário que consertava um telhado em um vilarejo nos arredores de Petrinja disse à N1 que o sismo o atirou no chão e que nove das 10 casas do vilarejo foram arrasadas.

O tremor também foi sentido em Zagreb, onde as pessoas correram para as ruas, algumas delas cobertas de telhas quebradas e outros destroços, e também nas vizinhas Bósnia e Sérvia.

Na vizinha Eslovênia, a agência de notícias STA disse que a única usina nuclear do país, que se situa a 100 quilômetros do epicentro, foi desligada por precaução.

A usina nuclear Paks da Hungria informou em um comunicado que não interrompeu a produção, apesar de o terremoto ter sido sentido ali.

(Por Shubham Kalia em Bengaluru, Igor Ilic em Zagreb e Ivana Sekularac em Belgrado)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBS0PX-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.