Internacionais

Rússia ordena que rede ativista de crítico Navalny suspenda operações

Reuters
Reuters
Rússia ordena que rede ativista de crítico Navalny suspenda operações
Navalny participa de audiência em Moscou

26 de abril de 2021 - 15:54 - Atualizado em 26 de abril de 2021 - 15:56

Por Tom Balmforth e Anton Zverev

MOSCOU (Reuters) – A Rússia ordenou que a rede de escritórios regionais de Alexei Navalny suspenda as atividades nesta segunda-feira, e um tribunal começou a analisar a portas fechadas se deve banir estes e a Fundação Anticorrupção do opositor político preso.

Os procuradores de Moscou querem que a corte declare a rede ilegal por ser extremista, um golpe nos ativistas liderados pelo oponente mais destacado do presidente russo, Vladimir Putin, que na semana passada encerrou uma greve de fome de mais de três semanas.

Se a rede for declarada extremista, as autoridades obterão o poder legal de aplicar penas de prisão a ativistas e congelar contas bancárias, essencialmente forçando a rede a parar de fazer campanhas ou se tornar clandestina.

Os escritórios regionais de Navalny, que ele começou a abrir em todo o país em 2017 ao anunciar uma candidatura presidencial até ser proibido de concorrer, disseram que vão parar de publicar nas redes sociais e que estão supendendo as operações.

“Infelizmente, não podemos mais trabalhar no formato antigo. Não é seguro para os funcionários e nossos apoiadores”, disse seu escritório de São Petersburgo. Mensagens semelhantes foram publicadas por outros escritórios.

As audiências estão sendo realizadas a portas fechadas porque as autoridades decretaram sigilo em alguns detalhes do caso, explicou o advogado Ivan Pavlov, cuja equipe legal está encarregada do caso. A próxima audiência deve acontecer na quinta-feira.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3P17X-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.