Internacionais

Republicanos do Senado dos EUA se unem para tentar evitar julgamento de Trump e fracassam

Reuters
Reuters
Republicanos do Senado dos EUA se unem para tentar evitar julgamento de Trump e fracassam
Impeachment de Trump

26 de janeiro de 2021 - 20:50 - Atualizado em 26 de janeiro de 2021 - 20:51

Por David Morgan

WASHINGTON (Reuters) – Quarenta e cinco senadores do Partido Republicano apoiaram uma iniciativa fracassada para suspender o julgamento de impeachment do ex-presidente Donald Trump, em uma demonstração de união do partido que alguns citaram como um sinal claro de que ele não será condenado por incitação de insurreição contra o Capitólio.

O senador republicano Rand Paul apresentou uma moção no plenário do Senado que levaria a uma votação da Casa sobre se o julgamento de Trump viola a Constituição dos EUA. 

O Senado liderado pelos democratas bloqueou a moção por 55 votos a 45. Mas apenas cinco parlamentares republicanos se juntaram aos democratas para rejeitar a iniciativa, número bem inferior aos 17 que serão necessários para condenar Trump em uma acusação de impeachment de que ele teria incitado o ataque do dia 6 de janeiro ao Capitólio que deixou cinco pessoas mortas. 

“É uma das poucas vezes em Washington em que uma derrota é de fato uma vitória”, disse Paul a jornalistas. “Quarenta e cinco votos significa que o julgamento do impeachment já está morto antes da hora.”

Mas alguns dos senadores republicanos que apoiaram a moção de Paul disseram que a votação de terça-feira não indica como eles podem decidir sobre a culpa ou inocência de Trump, em um julgamento que tem início marcado para o dia 9 de fevereiro.

“É uma questão totalmente diferente, até onde sei”, disse o senador republicano Rob Portman a jornalistas.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0P1M7-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.