Internacionais

República Centro-Africana comparece “em massa” às urnas apesar de tiroteios

Reuters
Reuters

27 de dezembro de 2020 - 15:41 - Atualizado em 27 de dezembro de 2020 - 15:41

BANGUI (Reuters) – Os moradores da República Centro-Africana compareceram em grande número às eleições presidenciais e legislativas neste domingo, afirmou o chefe da missão da ONU, apesar de rebeldes abrirem fogo em algumas áreas para tentar assustar os eleitores.

Grupos rebeldes hostis ao presidente Faustin-Archange Touadera, que busca um segundo mandato, realizaram ataques e ameaçaram marchar para a capital e atrapalhar a eleição depois que o tribunal constitucional rejeitou neste mês vários candidatos, incluindo o ex-presidente François Bozize.

Touadera é considerado o favorito entre 17 candidatos. A contagem dos votos começou no domingo e os resultados completos são esperados até o final da semana.

A eleição caminhará para segundo turno se nenhum candidato receber mais de 50% dos votos.

Após um início lento e apesar de tiroteios esporádicos em algumas cidades, o chefe da missão da ONU no país disse em comunicado que os eleitores compareceram em grande número. Ele não forneceu detalhes.

(Por Antoine Rolland)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.