Internacionais

Reino Unido proibirá carros a gasolina até 2030 visando zerar emissões

Reuters
Reuters
Reino Unido proibirá carros a gasolina até 2030 visando zerar emissões
Trânsito de veículos em túnel de Londres

18 de novembro de 2020 - 10:29 - Atualizado em 18 de novembro de 2020 - 10:31

Por Susanna Twidale

LONDRES (Reuters) – O Reino Unido proibirá a venda de novos carros e vans movidos a gasolina e diesel a partir de 2030, como parte do que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, está alardeando como uma “revolução verde” para zerar as emissões de carbono do país até 2050.

Johnson, cujo país enfrenta a crise de Covid-19 mais mortal da Europa junto com duras negociações comerciais do Brexit, quer ressaltar suas credenciais verdes, no que espera ser um recomeço para seu governo após a saída de seu mais importante assessor.

“Agora é a hora de planejar uma recuperação verde com empregos de alta qualificação que deem às pessoas a satisfação de saber que estão ajudando a tornar o país mais limpo, mais verde e mais bonito”, disse Johnson em uma coluna publicada no Financial Times na terça-feira.

No ano passado, o Reino Unido se tornou o primeiro país do G7 a aprovar uma legislação com a meta de zerar as emissões até 2050, o que exigirá mudanças generalizadas na maneira como os britânicos viajam, usam a energia e se alimentam.

No total, o plano mobilizará o equivalente a 16 bilhões de dólares de fundos do governo, sendo que até três vezes deste valor virá do setor privado, e criará e apoiará 250 mil empregos de alta qualificação até 2030, disse Johnson.

A nova data de proibição a novos carros a gasolina e diesel antecipa em cinco anos o compromisso assumido anteriormente pelo premiê, que era para 2035.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAH11C-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.