Internacionais

‘Redes sociais são uma máquina de destruição de nuances’, diz Jeff Bezos

Estadão
Estadão Conteúdo

29 de julho de 2020 - 21:56 - Atualizado em 29 de julho de 2020 - 22:10

O presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos, disse nesta quarta-feira, 29, durante audiência no Congresso dos Estados Unidos, que redes sociais são uma “máquina de destruição de nuances”. O comentário de Bezos foi em resposta a uma pergunta do deputado Jim Jordan, republicano de Ohio, sobre a chamada cultura do cancelamento prática de “cancelar” uma figura pública após determinadas ações ou falas consideradas inaceitáveis.

Ao lado de Mark Zuckerberg, presidente executivo do Facebook, de Sundar Pichai, do Google e de Tim Cook, da Apple, Bezos participou nesta quarta de uma audiência no Congresso americano, que pressionou os líderes de gigantes de tecnologia sobre o poder de mercado das empresas e concorrência desleal.

Além do tema de antitruste, a sessão também colocou em pauta tópicos como privacidade de usuários, interferência em eleições e até cloroquina.

“Não acho que isso seja útil para uma democracia”, disse Bezos em resposta à questão do cancelamento. Mark Zuckerberg também opinou sobre o assunto, dizendo que acredita que na liberdade de expressão. Tim Cook, por sua vez, levantou dúvidas se o rápido cancelamento na internet é sempre benéfico.

“Vocês são quatro indivíduos que têm muita influência”, disse Jordan na sessão. “Com certeza ajudaria se vocês estivessem criticando o que a turba de cancelamento de cultura está fazendo com este país.”