Internacionais

Québec relata primeira morte no Canadá após vacina da AstraZeneca

Reuters
Reuters
Québec relata primeira morte no Canadá após vacina da AstraZeneca
Frascos rotulados como de vacina da AstraZeneca contra Covid-19 em frente ao logo da empresa em foto de ilustração

27 de abril de 2021 - 16:15 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 16:16

MONTRÉAL (Reuters) – A província de Québec registrou nesta terça-feira a primeira morte de uma paciente canadense que teve um problema raro de coagulação depois de receber a vacina contra Covid-19 da AstraZeneca.

O Canadá registrou ao menos cinco casos de coágulos sanguíneos após imunizações com a vacina, mas autoridades de saúde pública insistem que os benefícios do imunizante da AstraZeneca superam os riscos em potencial.

O diretor de saúde pública de Québec, Horacio Arruda, disse a repórteres que a morte da mulher de 54 anos por trombose não mudará a estratégia de vacinação da província.

Já o ministro da Saúde de Québec, Christian Dubé, disse que a província já vacinou cerca de 400 mil pessoas com a vacina da AstraZeneca.

“É um risco calculado, mas evidentemente pensamos nesta mulher, em sua família, seus entes próximos… é duro”, disse o premiê de Québec, François Legault.

Enfrentando uma terceira onda do vírus, várias províncias canadenses, inclusive a mais populosa do país, Ontario, começaram recentemente a oferecer a vacina da AstraZeneca a pessoas de 40 anos ou mais.

Québec, onde os casos de coronavírus recuaram ultimamente, permite que a vacina seja administrada a pessoas de 45 anos ou mais.

(Por Allison Lampert, em Montréal; Reportagem adicional de Steve Scherer, em Ottawa)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3Q172-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.