Internacionais

Principal partido da Tunísia reúne multidão de apoiadores com crescente apoio ao governo

Reuters
Reuters

27 de fevereiro de 2021 - 13:39 - Atualizado em 27 de fevereiro de 2021 - 13:40

TÚNIS (Reuters) – O maior partido político da Tunísia reuniu uma imensa multidão de apoiadores na capital do país neste sábado, em uma demonstração de força que pode alimentar uma disputa entre o presidente e o primeiro-ministro.

Em uma das maiores manifestações desde a revolução da Tunísia de 2011, dezenas de milhares de apoiadores do Ennahda marcharam pelo centro de Túnis gritando “O povo quer proteger as instituições!” e “O povo quer a unidade nacional!”.

A disputa se desenrolou em um cenário sombrio de ansiedade econômica, desilusão com a democracia e demandas concorrentes por reformas por parte de credores estrangeiros e do UGTT, o poderoso e principal sindicato trabalhista, enquanto o pagamento de dívida se aproxima.

O Ennahda, um partido islâmico moderado liderado pelo presidente do Parlamento, Rached Ghannouchi, apoiou o primeiro-ministro Hichem Mechichi em um impasse com o presidente Kais Saied sobre uma remodelação do gabinete.

Banido antes da revolução, o partido é membro da maioria das coalizões governamentais desde então e, embora sua participação nos votos tenha caído nos últimos anos, ainda detém a maioria dos assentos no Parlamento.

“Nacionalistas, islamistas, democratas e comunistas”, disse Ghannouchi à multidão, “estávamos reunidos durante a ditadura… e devemos nos unir novamente.”

A eleição mais recente, em 2019, resultou em um Parlamento fragmentado, ao mesmo tempo que impulsionou Saied, um independente, à presidência do país.

(Reportagem de Nvard Hovhannisyan)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.