Internacionais

Presidente do COI irrita Japão por discurso longo na cerimônia de abertura

Reuters
Reuters
Presidente do COI irrita Japão por discurso longo na cerimônia de abertura
Presidente do COI, Thomas Bach, discursa na cerimônia de abertura da Olimpíada

24 de julho de 2021 - 14:08 - Atualizado em 24 de julho de 2021 - 14:10

Por Antoni Slodkowski

TÓQUIO (Reuters) – Em uma edição dos Jogos Olímpicas considerada a mais inclusiva e diversa de que se tem registro, um elemento da cerimônia de abertura de sexta-feira se destacou para muitos japoneses: o líder do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, falou durante 13 minutos, cerca de duas vezes mais do que sua anfitriã japonesa, Seiko Hashimoto.

O discurso de Bach, com temas familiares de paz, solidariedade e gratidão pela superação às durezas do coronavírus, imediatamente causou raiva no Twitter e na imprensa tradicional do Japão.

“A partir de amanhã, vamos dar a Bach o apelido de ‘o cara que dá longos discursos’”, disse o usuário @Riko_Murai em um tuíte retuitado 7.730 vezes e curtido por mais de 20.000 pessoas.

A reação sublinhou a oposição dos japoneses, cansados pelo coronavírus, em relação à Olimpíada, em meio a preocupações de uma nação ainda não vacinada de que os Jogos possam se tornar um evento de disseminação do vírus.

O COI e organizadores de Tóquio 2020 não responderam imediatamente a e-mails buscando comentários.

Na segunda-feira, Bach foi criticado por comparecer a uma festa de boas-vindas com quase 40 pessoas no momento em que Tóquio passa por mais um estado de emergência. Restaurantes estão fechando às 20h e receberam a orientação de não vender bebidas alcoólicas para desencorajar grandes aglomerações.

(Reportagem de Antoni Slodkowski)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6N0EQ-BASEIMAGE