Internacionais

Policial é morto e 80 alunos são sequestrados em ataque a escola da Nigéria

O ataque é o terceiro sequestro em massa na região que aconteceram nestes últimos três meses. Desde dezembro, mais de 800 alunos nigerianos foram sequestrados em suas escolas

Reuters
Reuters
Policial é morto e 80 alunos são sequestrados em ataque a escola da Nigéria
Bandeira da Nigéria

18 de junho de 2021 - 10:31 - Atualizado em 18 de junho de 2021 - 15:25

BAUCHI/KADUNA, Nigéria (Reuters) – Homens armados mataram um policial e sequestraram ao menos 80 alunos e cinco professores em uma escola do Estado nigeriano de Kebbi, disseram a polícia, moradores e um professor.

O ataque é o terceiro sequestro em massa em três meses no noroeste da Nigéria, e as autoridades culpam bandidos armados que buscam resgates. Usman Aliyu, que leciona na escola, disse que os atiradores levaram mais de 80 alunos, a maioria meninas.

“Eles mataram um dos (policiais), irromperam pelo portão e foram direto às salas de aula”, disse ele à Reuters.

O porta-voz da polícia de Kebbi, Nafiu Abubakar, disse que os bandidos mataram um policial durante uma troca de tiros e que também balearam um aluno, que estava recebendo tratamento médico.

A polícia ainda não havia comunicado o número de alunos desaparecidos na noite de quinta-feira (17), e um porta-voz do governador de Kebbi disse que a força está realizando uma contagem dos desaparecidos.

O ataque ocorreu em um colégio do governo federal da cidade remota de Birnin Yauri. Abubakar disse que forças de segurança estão vasculhando uma floresta próxima à procura dos alunos e professores raptados.

Atiku Aboki, um morador que foi à escola pouco depois de os disparos terminarem, disse que viu uma cena de pânico e confusão enquanto pessoas procuravam os filhos.

Bandidos em busca de resgates já sequestraram mais de 800 alunos nigerianos em escolas desde dezembro. Alguns foram libertados, e outros continuam desaparecidos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.