Internacionais

Polícia investiga festa ilegal perto de Paris por violações ao lockdown contra coronavírus

Reuters
Reuters

14 de novembro de 2020 - 16:14 - Atualizado em 14 de novembro de 2020 - 16:14

PARIS (Reuters) – A polícia está investigando uma festa ilegal que foi realizada em Joinville-Le-Pont, perto de Paris, na qual 400 pessoas se reuniram, apesar das regras de lockdown da França contra a Covid-19 proibirem grandes aglomerações privadas.

O departamento de polícia de Paris afirmou, neste sábado, que abriu investigação para descobrir quem era o responsável pela festa, realizada em uma grande residência privada. A polícia disse que alguns dos participantes atiraram garrafas em seus agentes que interromperam o evento nas primeiras horas do dia.

A polícia acrescentou que descobriu que pelo menos um dos participantes da festa havia testado positivo para Covid-19 e pediu que os outros se apresentem para testes.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, afirmou esta semana que a polícia reforçaria as checagens para assegurar que as pessoas estavam obedecendo as regras rígidas de lockdown do país, diante de sinais de que elas não as estavam cumprindo com tanto cuidado quanto no primeiro lockdown, em março.

Uma fonte do governo disse à Reuters, no começo deste mês, que as autoridades viram evidências em Paris de “festas clandestinas, raves e jantares privados”.

(Reportagem de Sudip Kar-Gupta)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.