Internacionais

Polícia inicia investigação de depredação de estátua de Breonna Taylor na Califórnia

Reuters
Reuters
Polícia inicia investigação de depredação de estátua de Breonna Taylor na Califórnia
.

29 de dezembro de 2020 - 12:19 - Atualizado em 29 de dezembro de 2020 - 12:22

(Reuters) – A polícia disse que está investigando o que parece ter sido um ato de vandalismo depois que uma estátua de Breonna Taylor erigida em sua homenagem foi depredada em Oakland, no Estado da Califórnia.

O Departamento de Polícia de Oakland disse na noite de segunda-feira que está averiguando o incidente, mas que não identificou suspeitos nem motivos. A estátua foi encontrada depredada no sábado, cerca de duas semanas depois de ser instalada.

Leo Carson, o artista que criou o busto, disse à mídia que considera a depredação da estátua de Taylor “um ato de agressão racista que visa suprimir a luta pela liberdade negra”.

O busto de cerâmica retrata Taylor sorridente e foi instalado no centro de Oakland, perto da prefeitura. Em sua base há uma placa com a frase: “Diga o nome dela: Breonna Taylor.”

Taylor, uma técnica de emergência médica negra, foi morta a tiros durante uma operação policial malsucedida em seu apartamento de Louisville, no Kentucky, na manhã de 13 de março.

O namorado de Taylor, que estava com ela quando a polícia invadiu sua casa, disparou uma vez contra o que acreditava que fossem intrusos. Três policiais reagiram disparando 32 tiros, seis dos quais atingiram e mataram Taylor.

O caso voltou à tona quando manifestações contra o racismo e a brutalidade policial se disseminaram pelos Estados Unidos na esteira da morte de George Floyd, um negro que faleceu quando um policial de Mineápolis se ajoelhou sobre seu pescoço durante quase nove minutos, em maio.

(Por Kanishka Singh em Bengaluru)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBS0RY-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.