Internacionais

Polícia alemã interrompe manifestação contra medidas para conter a COVID-19

Reuters
Reuters

5 de dezembro de 2020 - 13:58 - Atualizado em 5 de dezembro de 2020 - 13:58

BERLIM, (Reuters) – A polícia alemã interrompeu neste sábado uma manifestação de pessoas contrárias às medidas de bloqueio para conter o coronavírus na cidade de Bremen, depois que o protesto havia sido proibido pelo tribunal superior do país.

O tribunal constitucional da Alemanha manteve as decisões anteriores de tribunais inferiores que já haviam negado a permissão para 20 mil manifestantes se reunirem no centro da cidade de Bremen.

No entanto, centenas de pessoas ainda assim se reuniram, algumas delas contrárias às medidas do governo contra o coronavírus e outras parte de uma manifestação favorável.

A polícia de Bremen disse no Twitter que estava tentando manter os grupos separados e acabar com a aglomeração proibida, além de pedir às pessoas que usassem máscaras.

No mês passado, a polícia lançou canhões de água e spray de pimenta em um esforço para espalhar milhares de manifestantes em Berlim, irritados com as restrições ao coronavírus.

Embora a maioria dos alemães aceite o mais recente “bloqueio light” para conter uma segunda onda do coronavírus, críticos dizem que as medidas colocam em risco os direitos civis dos cidadãos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.