Internacionais

Plano de Socorro Americano está dando sinais de esperança para a economia dos EUA, diz Biden

Reuters
Reuters
Plano de Socorro Americano está dando sinais de esperança para a economia dos EUA, diz Biden
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. 25/01/2021. REUTERS/Kevin Lamarque.

25 de março de 2021 - 16:22 - Atualizado em 25 de março de 2021 - 16:26

(Reuters) – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quinta-feira que as projeções econômicas estão melhorando graças à recente aprovação de seu pacote de alívio à pandemia, de 1,9 trilhão de dólares, e a maioria dos economistas agora projeta que o crescimento neste ano ultrapasse 6%.

“Desde que aprovamos o Plano de Socorro Americano, estamos começando a ver novos sinais de esperança em nossa economia”, disse Biden durante sua primeira entrevista coletiva desde que assumiu o cargo em janeiro.

“Desde que foi aprovado, a maioria… dos analistas econômicos aumentou significativamente suas projeções sobre o crescimento econômico que vai ocorrer este ano. Eles agora projetam que ultrapassará 6% de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto).”

Na verdade, isso pode subestimar a rapidez com que a economia pode crescer este ano, à medida que a distribuição das vacinas contra a Covid-19 ganha velocidade, permitindo maior liberdade de movimento e atividade, e à medida que o projeto de lei de estímulo eleva os gastos do consumidor.

Na semana passada, autoridades do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) sinalizaram esperar um crescimento de 6,5% neste ano, o que se alcançado registraria a expansão mais rápida desde os anos 1980, e alguns analistas do setor privado projetaram que a economia crescerá mais de 7% este ano.

Isso marcaria um aumento expressivo após a contração de 3,5% sofrida em 2020, a queda anual mais acentuada em mais de sete décadas.

Biden, um democrata em primeiro mandato, também apontou sinais de recuperação do mercado de trabalho. O número de norte-americanos que entraram com pedidos de auxílio-desemprego caiu para menos de 700 mil pela primeira vez desde que a pandemia desencadeou uma recessão profunda há cerca de um ano.

“Ainda nesta manhã, soubemos que o número de pessoas que se inscreveram no auxílio-desemprego semanal caiu em quase 100 mil”, disse ele. “Ainda há muitos norte-americanos desempregados, muitas famílias sofrendo e ainda temos muito trabalho a fazer, mas posso dizer ao povo que a ajuda está aqui e a esperança está a caminho.”

(Por Dan Burns)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2O1Q0-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.