Internacionais

Papa Francisco critica pessoas que trabalham contra democracia ao comentar invasão ao Capitólio

Reuters
Reuters

9 de janeiro de 2021 - 15:40 - Atualizado em 9 de janeiro de 2021 - 15:40

CIDADE DO VATICANO (Reuters) – O papa Francisco disse neste sábado que as pessoas que trabalham contra a democracia têm de ser condenadas, independentemente de quem sejam, e lições devem ser aprendidas com o ataque desta semana ao Capitólio dos EUA por apoiadores do presidente Donald Trump.

Manifestantes invadiram o prédio na quarta-feira depois que Trump os incentivou a ir ao Capitólio com afirmações infundadas de que venceu a reeleição em novembro. Cinco pessoas, incluindo um policial, morreram na confusão que se seguiu.

“Fiquei atônito porque são pessoas muito disciplinadas na democracia”, disse o pontífice ao canal italiano de notícias Canale 5 em seus primeiros comentários públicos sobre os eventos.

“Sempre há algo que não está funcionando… (com) as pessoas trilhando um caminho contra a comunidade, contra a democracia, contra o bem comum”, declarou o papa, que acrescentou:

“Sim, isso precisa ser condenado, esse movimento, não importa quem esteja envolvido nele.”

Francisco afirmou que a violência pode explodir em qualquer lugar e que é importante entender o que deu errado e aprender com a história.

“Grupos (marginais) que não estão bem inseridos na sociedade mais cedo ou mais tarde cometerão esse tipo de violência”, disse ele.

(Por Crispian Balmer)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.