Internacionais

Pai que matou filha e esposa grávida é condenado à morte

O homem dormiu com os cadáveres das familiares por sete dias até ser descoberto; a mulher estava grávida de seis meses

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do Daily Star
Pai que matou filha e esposa grávida é condenado à morte
Foto: Reprodução/Daily Star

14 de novembro de 2020 - 13:18 - Atualizado em 14 de novembro de 2020 - 13:23

Um pai que matou a esposa grávida de seis meses e a filha, de 4 ano, foi condenado à pena de morte na última quinta-feira (12). Ghim Heng, de 45 anos, estrangulou as vítimas e dormiu com os cadáveres por uma semana em Cingapura. 

De acordo com o Channel News Asia, o homem assassinou a esposa depois de discutir com ela sobre dinheiro. Ele fez o mesmo com a filha que teria chorado até seus últimos momento com vida e, na sequência, colocou os corpos na cama do casal. 

Ele ainda teria planejado tirar a própria vida para “reunir a família” na morte, mas falhou apesar das várias tentativas de fazê-lo.

O crime foi descoberto quando o cunhado de Heng foi até a casa da irmã porque a mulher não havia respondido suas mensagens e nem comparecido as festividades habituais do Ano Novo Chinês. 

Ao chegar na residência e não ser atendido, o homem ligou para a polícia. Conforme seu testemunho, com a presença dos policiais no local, o pai assassino abriu a porta e disse que a esposa estava morta

Durante a investigação foi descoberto que Heng perdeu o emprego e acumulou dívidas de jogo, contas de cartão de crédito e taxas escolares da educação da filha na tentativa de manter o mesmo padrão de vida para a família. A discussão com a esposa, que acabou nos assassinatos, teria ocorrido por essas questões financeiras. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.