Internacionais

Oxford diz que pesquisa não foi afetada após alerta de ataque hacker em laboratório de Covid

Reuters
Reuters
Oxford diz que pesquisa não foi afetada após alerta de ataque hacker em laboratório de Covid
Universidade de Oxford

25 de fevereiro de 2021 - 21:03 - Atualizado em 25 de fevereiro de 2021 - 21:05

(Reuters) – A Universidade de Oxford informou nesta quinta-feira que estava investigando uma invasão digital depois que um pesquisador disse ter visto evidências de que um laboratório que conduz pesquisa sobre a Covid-19 foi hackeado.

A violação ocorreu em meados de fevereiro e na Divisão de Biologia Estrutural, conhecida como Strubi, que vem realizando pesquisas sobre a Covid-19, segundo Alex Holden, fundador da Hold Security, com sede em Wisconsin.

Strubi é uma divisão distinta do Instituto Jenner, que desenvolve a vacina da Oxford contra Covid-19 em parceria com a AstraZeneca.

A Universidade de Oxford confirmou que houve uma invasão hacker e, em um comunicado por e-mail, disse que estava investigando.

“Identificamos o problema e agora estamos investigando mais profundamente. Não houve impacto em nenhuma pesquisa clínica, já que esta não é conduzida na área afetada”, disse um porta-voz de Oxford, acrescentando que a universidade estava trabalhando com o National Cyber Security Centre (NCSC) sobre o incidente.

(Reportagem de Bhargav Acharya e Derek Francis em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1O1P8-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.