Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

3 de junho de 2020 - 22:09

Atualizado em 3 de junho de 2020 - 22:15

Internacionais

Preso da Alemanha é suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann

Preso da Alemanha é suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann
Foto: Reprodução/Internet.

O desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann ganhou um novo capítulo nesta quarta-feira (3). Isso porque a polícia alemã anunciou que está investigando um novo suspeito. A menina sumiu em Portugal, em 2007, e é um caso que chocou as pessoas mundo afora.

“Em conexão com o desaparecimento da garota britânica Madeleine Beth McCann (na época, com quase 4 anos) a promotora de Brunswick está investigando um cidadão alemão de 43 anos suspeito de assassinato”, informou o Departamento Federal da Policía Criminal da Alemanha em comunicado.

O nome do suspeito não foi divulgado, mas é um homem branco e que passou temporadas na região portuguesa do Algarve entre 1995 e 2007. Segundo a polícia, ele estava “conectado com a área” da Praia da Luz, onde a menina desapareceu.

De acordo com o departamento, o homem em questão já foi condenado várias vezes por crimes sexuais, incluindo abuso de menores. Ele trabalhou, de forma ocasional, em hotéis de Algarve, mas também pode ter roubado alguns hotéis e apartamentos turísticos, alem de tráfico de drogas.

Há um ano, a imprensa alemã divulgou que um cidadão alemão condenado pelo assassinato de três crianças era o novo alvo das investigações do caso. O homem já havia sido identificado como suspeito em 2011 pela Scotland Yard, mas sua relação com o caso foi afastada pois seu alvo principal eram crianças de sexo masculino. As autoridades ainda não confirmaram se se trata da mesma pessoa.

Madeleine-desaparecida-suspeito

Desaparecimento misterioso de Madeleine

Madeleine McCann desapareceu de seu quarto em 3 de maio de 2007, alguns dias antes de seu aniversário de 4 anos, em um prédio de apartamentos na costa da Praia da Luz, no sul de Portugal, onde passava as férias com a família. Ela dormia no quarto com os irmãos gêmeos mais novos.

Os pais da menina, Gerry e Kate McCann, foram detidos e depois soltos durante a investigação, que terminou com a demissão do inspetor-chefe português encarregado do caso. Depois de encerrado em 2008, a polícia portuguesa reabriu o caso cinco anos mais tarde, sem sucesso.

Ao longo de 13 anos do sumiço, o caso da pequena Madeleine deu muitas voltas e causou grande decepção. Centenas de pessoas já foram interrogadas, tanto pela polícia portuguesa como pela Scotland Yard.

madeleine-mccann-netflix

Família ainda espera respostas por Madeleine

Os pais da menina expressaram, no comunicado policial, um agradecimento por todo o empenho das autoridades na investigação do caso. “Queremos agradecer às forças policiais envolvidas pelos seus esforços contínuos em busca de Madeleine”.

“Tudo o que sempre quisemos foi encontrá-la, descobrir a verdade e levar os responsáveis à justiça”.

Disseram os pais de Madeleine

Para os pais, indiferente da forma que a polícia encontre sua filha, o que querem é uma resposta. “Nunca perderemos a esperança de encontrar Madeleine viva, mas, seja qual for o resultado, precisamos saber e precisamos encontrar a paz“.